Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

2º  Festival Canavial Artes Cênicas e Cultura Popular apresenta 14 espetáculos pernambucanos online 

Por: REDAÇÃO PORTAL
Mostra reúne apresentações de seis regiões de desenvolvimento do estado: Zona da Mata Norte, Zona da Mata Sul, Agreste Setentrional, Agreste Central, Sertão do Pajeú e Região Metropolitana do Recife

Foto: Divulgação

24/05/2021
    Compartilhe:

A 2ª edição do Festival Canavial Artes Cênicas e Cultura Popular (FCAC),  promete agitar a internet nesta sexta-feira (28), sábado (29) e domingo 30 de maio. O evento tem como premissa mapear, valorizar, registrar e divulgar os espetáculos culturais e artísticos produzidos nas cidades do interior do estado de Pernambuco. Durante três dias, o evento vai exibir cerca de 14 espetáculos. Entre eles: teatro adulto, teatro infantil, teatro de bonecos e teatro de rua A programação inclui, ainda, apresentações de seminário, contação de história e dança. Por conta da pandemia de covid-19, as atividades serão transmitidas gratuitamente, pelo canal do Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=zJbHBdNFQME 

O festival reúne apresentações de seis regiões de desenvolvimento do estado: Aliança, Itambé, Glória de Goitá e Goiana na Mata Norte; Vitória de Santo Antão, na Mata Sul,; Limoeiro, no Agreste Setentrional; Gravatá e Caruaru, no  Agreste Central; Serra Talhada no Sertão do Pajeú; e Recife, na Região Metropolitana.  Além dessas cidades há, também, um convidado ilustre de Brasília (Distrito Federal - DF), o mestre Chico Simões, artista pernambucano, que  há mais de 40 anos encanta o público do Brasil e do exterior com o seu espetáculo: Mamulengo Presepada.

O Festival Canavial Artes Cênicas nasceu da ideia e parceria entre o artista, professor, especialista em gestão cultural, escritor, coreógrafo, diretor de teatro, produtor e gestor cultural, Cleiton Carlos Santiago da Silva (Santiago) e, também, do produtor e gestor Cultural, professor, curador, pesquisador, projetista expográfico e designer gráfico, Alexandre Ribeiro de Lima Veloso. (Alexandre Veloso); e do consultor em projetos culturais e idealizador do Método e Movimento Canavial, Afonso Oliveira.

Formação -  No sábado (29), acontecerá o Seminário Online: A produção Cultural  das Artes Cênicas nas Cidades do Interior de Pernambuco. O evento terá a participação de vários convidados do estado: Karl Marx, ator, historiador e membro do Grupo de xaxado Cabras de Lampião, em Serra Talhada – Sertão do Pajeú; Ricardo Lima, diretor de teatro, produtor cultural, Gravatá – Agreste Central; Radamés Moura, co-fundador da Companhia De Eventos Lionarte, Limoeiro, no Agreste Setentrional;  Agricélia Genuíno, especialista em Gestão de Políticas Públicas de Cultura pela UFBA, do Recife – RMR. 

Também estão entre os debatedores: Edjane Lima / Mestra Titinha – co-fundadora da Associação Cultural dos Mamulengueiros e Artesãos de Glória do Goitá e Fundadora do Mamulengo Flor do Mulungu, composto apenas por mulheres, de Glória Goitá; Williams Santana, coordenador Artístico e Pedagógico do Centro CARCARÁ, membro do Conselho Estadual de Políticas Culturais, Assessor de Gestão Pública da Cultura e Parecerista de Projetos Culturais, Recife; e Washington Santos, ator, diretor e dramaturgo da Companhia de Teatro ATO da cidade de Itambé. Programação também recebe Afonso Oliveira, produtor cultural, idealizador do Movimento e Método Canavial.  A transmissão será realizada por meio do canal do festival no Youtube, às 10h. A mediação será de Cleiton Santiago, idealizador do FCAC. 

Homenageados -  Neste ano, a mostra homenageia o político, patrocinador da primeira edição do festival,  e incentivador das artes e cultura pernambucana, Osvaldo Rabelo Filho ( Osvaldinho), que foi ex-prefeito da cidade de Goiana,  falecido em janeiro deste ano. A programação também reverencia o  ator, diretor e professor de teatro, Ricardo Lima,  responsável por contribuir na formação de atores e atrizes nos municípios do interior do estado. 

Acessibilidade  - Com a proposta de realizar uma programação inclusiva e acessível, a segunda edição do festival traz, em todos os espetáculos, o recurso de tradução em LIBRAS. 

   O evento é realizado com incentivo da Lei Aldir Blanc - PE,  Secretaria de Cultura de Pernambuco, Governo Estado e Governo Federal. 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook