Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

A grande demanda por procedimentos de estética facial

Por: REDAÇÃO PORTAL
A cirurgiã-dentista Edjany Sá, explica possíveis causas da procura expressiva por correções no rosto em tempos de pandemia

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

17/11/2020
    Compartilhe:

Os rostos podem estar escondidos atrás das máscaras que ganharam o papel de protagonista em 2020. Porém, de forma paralela a tudo isso, a demanda por procedimentos estéticos tem sido das mais expressivas em diversas clínicas e espaços de beleza, independente do gênero em questão. A toxina botulínica e procedimentos de preenchimento com ácido hialurônico, por exemplo, estão entre as principais apostas para a face, evitando profundidades, marcas de expressão e rugas, assim como destaca cirurgiã-dentista, Edjany Sá.

A especialista acredita que a influência venha por diversas frentes. “A pandemia mudou comportamentos e fez com que ressignificássemos várias coisas no dia a dia para nos sentirmos bem, prezando por uma boa autoestima, principalmente com mais tempo em casa e, possivelmente, diante do espelho. Melhorar a aparência é uma delas. Além disso, as redes sociais estão constantemente ditando novas tendências e despertando coisas que muitos não se importavam antes ou mesmo não tinham conhecimento sobre técnicas de correção. Com isso, investir em algo aqui, melhorar ali vai ganhando cada vez mais espaço e naturalidade no dia a dia de muitas pessoas, de todas as idades”, destaca Edjany.

Ela aproveita para explicar que vários cuidados devem ser levados em conta antes de investir em todo e qualquer procedimento injetável. “O paciente deve pesquisar os riscos de tal substância no corpo especialmente se for alérgico a algum composto químico. A toxina botulínica, por exemplo, tem fabricantes de primeira, segunda, terceira e até quarta linha. Quanto melhor for o produto, mais poderá durar no organismo, incluindo efeito ativo. No entanto, o sucesso depende também da técnica de aplicação do profissional para que a substância não caia em áreas de risco e traga hematomas, inchaços ou até complicações indiretas em outras regiões do corpo”, alerta a doutora.

Entre as principais sugestões para aplicar/receber a toxina botulínica, por exemplo, a região da testa e ao redor dos olhos para minimizar aquelas linhas fininhas que surgem após as expressões com o passar da idade e a região interna da boca para minimizar o sorriso gengival. “Já o ácido hialurônico é mais proposto para reduzir olheiras, o famoso bigode chinês e até dar mais volume aos lábios. Tudo aplicado com uma cânula, que é um tubo de metal com ponta arredondada que evita perfurações em camadas mais internas reduzindo riscos”, esclarece Edjany.

Em tempo, ela, que ministra cursos com teoria, hands-on e prática para diversos profissionais da área de saúde, reforça que existem pessoas habilitadas em diversas áreas para desenvolver essas aplicações com segurança, tendo como base o tempo de estudo sobre toda a musculatura, tecidos e vasos que podem trabalhar e/ou devem ser evitados para não comprometer qualquer expressão e movimento no rosto. “É de extrema importância que os interessados busquem um referencial do especialista em questão, incluindo possíveis trabalhos desenvolvidos e o relacionamento com o paciente para que tudo seja mais tranquilo antes, durante e depois das investidas de harmonização facial”, conclui. 
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook