Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

A pesar do que diz o presidente da Sudene, Danilo Cabral, a Transnordestina ainda não contempla o trajeto Salgueiro-Suape

Por: REDAÇÃO PORTAL
A chegada do trem até o porto de Suape parece estar num limbo.

Foto: TLSA

22/07/2023
    Compartilhe:

Sonho antigo dessa região do Brasil a Ferrovia Transnordestina tem andado devagar nos últimos 17 anos, quando por iniciativa do presidente Lula, em 2006 iniciou o projeto, agora com ele de novo na presidência, e sendo uma de suas promessas para a região do Nordeste, especialmente para o seu estado natal, Pernambuco, a obra cobra novo ar com um investimento de R$7.8 Bilhões. Mesmo assim ainda a chegada do trem até o porto de Suape parece estar num limbo.

Tudo isso, a pesar das informações dadas recentemente ao Diário do Nordeste por Danilo Cabral presidente da Sudene –Superintendencia de Desenvolvimento do Nordeste- e citadas na coluna de Egídio Serpa no mesmo diário, parece existir uma contradição entre o que afirma Cabral, e o que diz em nota à coluna de Serpa a empresa construtora TLSA com relação à chegada da Transnordestina ao Porto de Suape. Vejamos o que diz Cabral na entrevista:

“Essa obra está sendo retomada pelo governo do presidente Lula. Nós vamos avançar para concluir essa obra, tanto o trecho de Salgueiro até Pecém, remanescente do contrato anterior, quanto o trecho paralelo, que liga Salgueiro a Suape. São dois portos importantes. Os dois trechos serão retomados. Estamos fechando uma discussão em torno, digamos assim, da equação de recontratação de aditivos que precisam ser feitos, de avaliação do que precisa. Há um número que fala em torno ainda de R$ 7 bilhões para concluir o trecho daqui (do Ceará) e R$ 5 bilhões para concluir o trecho de Pernambuco”.

 

Na nota que transmitiu à coluna de Egídio Serpa (Diário do Nordeste 20/7/23), a TLSA –Transnordestina Logística S.A– diz que o projeto da Ferrovia Transnordestina “foi dividido em duas fases, sendo a fase 1 de São Miguel do Fidalgo, no estado do Piauí, até o Porto de Pecém, no estado do Ceará, e a fase 2, de São Miguel do Fidalgo até Eliseu Martins (PI)”

E a Transnordestina Logística deixou bem clara a questão, ao acrescentar mais um parágrafo, que é o seguinte:

 “O orçamento total das duas fases é de R$ 7,8 bilhões, sendo R$ 6,3 bilhões para fase 1 e R$ 1,5 bilhão para fase 2”

Isto é que em conclusão o trecho Salgueiro – Suape, não está ainda contratado.

A Transnordestina

A CSN e o Governo Federal estão construindo a ferrovia Transnordestina, a maior obra linear em execução no Brasil. Com 1.209 km de extensão em linha principal, a ferrovia de classe mundial passa por 53 municípios, partindo de Eliseu Martins, no Piauí, em direção ao porto do Pecém, no Ceará, passando por Salgueiro, em Pernambuco. O projeto realiza o antigo sonho de integração nacional, além de incentivar a produção local e promover novos negócios.

 

A obra é feita com recursos da CSN, Infra (anteriormente denominada Valec), Finor, BNDES, BNB e Sudene. A ferrovia transportará grãos, fertilizantes, cimento, combustíveis, minério, etc.

Ao promover a integração, a Transnordestina se consolida como um elo fundamental para dinamizar a economia do Nordeste e aproximar o Brasil dos principais mercados mundiais.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook