Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Música

Adriano Grineberg prepara álbum interpretando Dorival Caymmi, "É Doce Morrer no Mar" é o primeiro single

Por: REDAÇÃO PORTAL

Foto: Grineberg chega ao quinto disco de sua carreira celebrando seu momento mais resplandecente. "É Doce Morrer no Mar". Imagem: Arte Veragora.

18/09/2023
    Compartilhe:

Músico, cantor e compositor, o paulistano Adriano Grineberg é reconhecido como um grande pianista e intérprete e por sempre trazer uma visão peculiar do blues, sendo "um ponto fora da curva, sempre vou saindo do blues sem sair" – explica ele – "pois nunca vi o blues apenas como um estilo, mas como uma expressão".

 

Depois de mergulhar fundo na musicalidade africana, que resultou no álbum "Blues for Africa", e colocar em música sua relação com as Medicinas da Floresta no álbum "Xamã", ele navega pelos mares baianos de Dorival Caymmi. "A sonoridade da música de Caymmi tem muito do blues, tanto no balanço como nas imagens, da praia, da saudade e das despedidas, temas recorrentes neste gênero" – comentou.

 

Assim, adentrando novos mundos, Grineberg chega ao quinto disco de sua carreira celebrando seu momento mais resplandecente. "É Doce Morrer no Mar", cantado e tocado por ele, é o primeiro single do álbum que virá em novembro de 2023. A canção é uma citação de Mar Morto, romance de Jorge Amado publicado em 1936 sobre os mestres de saveiros da Bahia musicada e cujos versos foram adaptados por Caymmi em 1940.

 

Sua temática do simples se opõe à complexidade melódica e de construção, compondo um novo caminho ao artista consagrado no universo blueseiro que, pela primeira vez, abraça a missão de mergulhar na canção brasileira e gravar em sua língua pátria, em um trabalho que já nasce amparado num sentimento de acolhimento e propriedade para com a obra de um compositor brasileiro que lhe sempre foi caro e objeto da mais profunda admiração.

 

 
 
Fotos e capa:
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook