Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Opinião

Alê Neres: Vamos falar da Masculinidade de Tiago Iorc?

Por: SIDNEY NICÉAS
Alê Neres traz um texto profundo sobre o ser homem hoje, a partir da nova música de Tiago Iorc... Obrigatório!

Foto: Divulgação

23/11/2021
    Compartilhe:

*por Alê Neres

Eu confesso que chorei vendo o clipe.

Quando vi o clipe fiquei pensando o quanto já fiz mal, da forma que tratei muitas pessoas à minha volta e principalmente a figura feminina.  Esse tipo de coisa que Tiago falou na música é tão forte que de imediato fiquei com vergonha do que um dia eu fui, e de certo modo ainda sou. Os defeitos existem e são grandes, mas tão forte e intenso que a culpa vem de imediato; é por isso que muitos estão tentando desmoralizar o Tiago com piadas fora de hora. 

Estou lendo nesse momento “Primavera Silenciosa”, de Rachel Carson. Essa obra é considerada por nós ambientalistas como um dos primeiros livros a falar de Meio Ambiente e Ecologia. E a Dra. Carson sofreu muitas perseguições em relação aos seus estudos sobre o DDT, os inseticidas sintéticos e como eles afetam o mundo e, por tabela, a humanidade, isso nas décadas de 40, 50 e 60.

Primeiro tentaram desmoralizar ela como mulher, depois como profissional e até mesmo como escritora, mas ela persistiu, como todas as grandes mulheres do seu tempo. Hoje eles tentam desmoralizar a Greta Thumberg o tempo todo. Sempre o mesmo estereótipo de masculinidade que tinha em casa. Macho alfa sempre certo, os outros é que estão errados e principalmente a mulher, estamos aqui para dominar essa porra toda e botar para foder nisso tudo... 

Meu pai tinha uma frase que lembro bem – na verdade algumas, mas vou trazer uma. Quando ele me via pronto para sair, dizia: Senhores pais de família, segurem suas cabritas que meu filho vai sair. Lembro bem do orgulho dele em falar essa frase. 

Tiago Iorc viveu ou vive uma treta grande com seu ex-agente Felipe Simas. Acompanhei um podcast do Simas no corredor 5, com o brother Clê. O Felipe Simas que hoje toma conta da carreira das meninas Anavitória parece ser um cara bem competente e sério no que faz. Também tem a polêmica com a música “Trevo”, que Tiago quis proibir as meninas de cantar. Bom, a coisa foi e é muito séria. 

O cara que escreve uma canção ou poema igual a “Masculidade”, e faz um clipe com uma abordagem lúdica em uma dança linda e bem coreografada, será que só tá pegando a onda da vez ou realmente vem mudando as atitudes? Eu acredito na segunda opção. Existe mudança nessa postura e deve ser reverenciada e tratada da forma que foi posta, com seriedade e muito respeito ao artista. Ela traz reflexões que devem ser tratadas por nós da mesma maneira que sentimos na alma como homem a sua letra. E cada palavra  expressada por Tiago entra por nossas entranhas, nos fazendo sentir culpados de algo que sempre fomos e ainda somos. Acredito que Belchior ainda vem com sua letra certeira quarenta anos depois, “Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais”. Não se trata de uma simples mudança, é uma virada de mesa com tudo que aprendemos desde que nascemos. 

Acredito que existe uma pequena evolução com a raça masculina, mas ainda xingamos as pessoas usando as palavras bicha, rapariga, filhos de uma puta, gay, quenga, cabrita...  E é o fresco é? E achamos lindo uma bela “MORENA”.  E como o Tiago diz, “Essa porra só vicia”. 

Sinto-me muito representado na letra de Tiago, agradeço por isso e recebo todas as palavras tentando de alguma forma driblar meus demônios e preconceitos escrotos que persistem. Existem tantas coisas relacionadas ao assunto que precisamos falar, expor e realizar. Essa luta é de todos nós, homens, que de alguma forma nos sentimos tocados por esse sentimento que gerou essa música e toda discussão.

Homens: vamos falar sobre isso de forma séria e evolutiva, precisamos desse momento. Vamos descontinuar as arestas que nunca pararam de crescer. Seja seu próprio carpinteiro do universo.

 

*Clique aqui e assista ao clipe de Masculinidade, de Tiago Iorc.

--

Alê Neres é formado em Engº Ambiental, com especialização em Segurança do trabalho, consultor, Auditor e Diretor técnico da Qualiseg Consult. Nascido no Cabo de Santo Agostinho, iniciou na comunicação em 2002 com programa em Rádio Comunitária (rádio de poste).  Entre programas de rádio, produziu festival de música, criou blog, site e canal no Youtube para falar sobre artistas de sua terra natal, quando em 2009 conheceu a podsfera e se apaixonando por podcast. Hoje produz e comanda o projeto quintalcast.com.br com sua própria “Podsphere”, para falar o que bem quiser e produzir.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook