Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Alepe e Sebrae lançam projeto de escuta dos setores produtivos do Estado

Por: REDAÇÃO PORTAL
O “Fala Pernambuco” realizará escutas junto aos setores produtivos para coletar as principais necessidades de políticas e medidas legais de suporte às micro e pequenas empresas.

Foto: Reprodução Internet

16/06/2021
    Compartilhe:

Preocupados com o alto índice de desemprego e a retração na economia local, agravados pela pandemia do coronavírus, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e o Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançaram, nessa quarta-feira (16), o “Fala Pernambuco”, projeto de escutas regionais dos setores produtivos. 

A iniciativa é voltada para a formação de uma agenda legislativa com foco no apoio aos pequenos negócios e na retomada da economia. Além de identificar os “gargalos” e ouvir as demandas do setor, será produzido um relatório com até cinco prioridades das atividades produtivas de cada região. O documento final será encaminhado aos governos federal e estadual.

O “Fala Pernambuco” realizará escutas junto aos setores produtivos para coletar as principais necessidades de políticas e medidas legais de suporte às micro e pequenas empresas. A presidência da Alepe promoverá o diálogo com as lideranças regionais, sob a orientação da consultoria legislativa da Casa. Já o Sebrae mobilizará as lideranças atendidas pelo órgão para que cada uma delas aborde suas áreas de desenvolvimento.

Nove regiões serão contempladas pelo projeto, sendo três no Sertão, três no Agreste, duas na Zona da Mata e uma na Região Metropolitana. O projeto piloto será em Araripina, no Sertão do Estado, com início nesta quarta-feira (16/06). A coleta de informações acontecerá sempre às quartas-feiras. No dia 30 deste mês a escuta será no Sertão do São Francisco.

De acordo com os representantes da Alepe, haverá uma ampla escuta dos empreendedores que atravessam um momento delicado, principalmente os micros e pequenos empresários. “Estamos colocando a Alepe à disposição daqueles que estão passando por dificuldades na pandemia. Os empreendedores geram emprego, renda e oportunidade, mas precisam de um ambiente de negócios favorável”, afirmou o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP).

Segundo Eriberto, a parceria com o Sebrae será importante na mobilização do setor público em auxílio aos pequenos negócios. “Vamos construir, ao longo desses encontros, uma pauta para mobilizar o setor público a ajudar o setor produtivo. A Alepe cumprirá seu papel de mediar conflitos, promovendo o diálogo”, disse.

Para a consultora do Sebrae, Priscila Lapa, a parceria com a Alepe “é algo valioso e necessário”. “Primeiro para dar um tom de organização das demandas, pois muitas vezes elas ficam dispersas por setores. A gente poder organizar isso num formato de documento que ajudará a enxergar soluções e encaminhamentos que fluirão com maior rapidez e eficiência”, afirmou.

Carla Lapa lembrou, ainda, que o Poder Legislativo é quem representa os diversos interesses da sociedade e, historicamente, tem contribuído com grandes vitórias ligadas às causas dos pequenos negócios. “O Estatuto da Micro e Pequena Empresa, a Lei que criou o Microempreendedor Individual, o MEI, e o Simples Nacional, por exemplos, tiveram contribuição significativa do Poder Legislativo”

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook