Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Almir Fernando realiza solenidade para comemorar Dia do Líder Comunitário

Por: REDAÇÃO PORTAL
Almir Fernando realiza solenidade para comemorar Dia do Líder Comunitário
20/04/2022
    Compartilhe:

Para homenagear as pessoas que são responsáveis pela representatividade das comunidades e que também são conhecidas como “porta-vozes” do povo, o vereador Almir Fernando (PCdoB) realizou reunião solene na tarde desta terça-feira (19), para comemorar o Dia do Líder Comunitário. O evento já faz parte de uma tradição do gabinete do parlamentar, para marcar a passagem da data comemorativa municipal, que transcorre no dia 15 de abril. Um diploma foi entregue a 27 lideranças e organizações populares, no plenário da Câmara Municipal do Recife.

Durante a solenidade também foi feita uma homenagem aos 40 anos de existência da Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam). A solenidade foi presidida pela vereadora Ana Lúcia (Republicanos), que compôs a mesa com o vereador Almir Fernando, autor do requerimento; além da representante da Frente de Lideranças Comunitárias, Ieda Ventura; o líder comunitário Jailson Paiva;  o componente da Conam e do PCdoB, Augusto Semente e o diretor nacional da Conam em Pernambuco, João José. Após a formação da mesa, a vereadora Ana Lúcia convidou a todos os  presentes para que, em posição de respeito, pudessem ouvir e acompanhar a execução do Hino Nacional.

Na sequência, o vereador Almir Fernando ocupou a tribuna e fez suas colocações. “É uma alegria estar aqui, realizando esta reunião. Nestes últimos dois anos não pudemos fazê-la, devido à pandemia da covid-19, mas aqui estamos, mantendo a tradição. Agradecemos aos convidados e lideranças comunitárias pela presença neste plenário. Esta é a casa do povo, de vocês, de todos nós”, disse. O vereador considerou que o líder comunitário tem um papel essencial no sentido de organizar a comunidade e cobrar a execução de políticas públicas. “São eles que lutam junto com os moradores das comunidades para garantir a manutenção dos direitos urbanos da população. Cabe a uma liderança se preocupar sempre com o bem comum”, afirmou.

O vereador observou ainda que o líder comunitário sempre busca melhorias nas diversas necessidades da população como habitação, educação, transportes, abastecimento de água e saúde. “Muitas vezes uma comunidade tem um posto, mas nem sempre tem médicos querendo ir trabalhar na comunidade. Da mesma forma, faltam professores nas escolas públicas. Mas o líder corre atrás, pois busca o interesse coletivo”. O vereador lembrou que começou sua vida pública atuando como líder comunitário do Alto José Bonifácio, na Zona Norte. E que na época “nem sequer pensava em chegar à Câmara Municipal do Recife. Portanto, eu me sinto uma liderança comunitária. Ser líder comunitário é uma coisa de abnegação na luta por um bairro melhor”.

Almir Fernando considerou, ainda, que o líder comunitário é um agente que “busca solução junto aos governos  e conhece de perto os problemas da comunidades”. O vereador comentou que o Dia do Líder Comunitário faz parte de uma lei municipal que visa a valorizar “o trabalho de pessoas que fazem a diferença nos bairros”. Ele informou que a lei municipal define o dia 15 de abril como data comemorativa, “mas não pudemos fazer esta solenidade no dia exato por questão de agenda da Câmara”. Ele ressaltou, ainda, que existe outra lei, essa federal, que institucionalizou o Dia Nacional do Líder Comunitário em 5 de maio. “Mas optamos sempre pelo 15 de abril, por ser uma legislação municipal. Nas comemorações, o meu mandato não faz diferença em homenagear a todos, independentemente de partido ou do fato de apoiar este ou aquele político. essa é a minha forma de fazer um reconhecimento e valorização pela luta”.

Depois do discurso, Almir Fernando fez a entrega de um diploma aos homenageados. Cada um que o recebeu fez um breve discurso, em geral relatando o trabalho que realiza na comunidade, ressaltando a importância do papel do líder comunitário e agradecendo pela homenagem das mãos do vereador. Após a entrega dos diplomas, a representante da Frente de Lideranças Comunitárias, Iêda Ventura, falou, em nome dos homenageados. “Não é fácil ser liderança comunitária. Muitas vezes deixamos os afazeres de casa, no caso das mulheres; e os homens, muitas vezes chegam correndo do trabalho para participar de reuniões. O trabalho da comunidade sempre está em primeiro lugar. Por isso, é de muita importância esse reconhecimento pela luta e pelo talento dessas lideranças”.

No seu caso específico, Iêda Ventura relatou que a mãe sempre disse: “Minha filha Iêda mora na rua e dorme em casa”. Ela acrescentou que ser liderança comunitária “é ser porta-voz das comunidades” e lutar por diversas melhorias “na construção de muros de arrimo, creches, escolas, entre outras reivindicações”. Ela  afirmou que “tudo o que temos nas comunidades é fruto de luta das lideranças. Do trabalho e do suor. Mas uma liderança não trabalha sozinha. Sozinha, eu mesma não teria feito nada. É uma luta coletiva”.

Iêda Ventura reconheceu que o vereador Almir Fernando trabalha no movimento popular há muitos anos e aproveitou para relatar um breve histórico de líderes comunitários da Zona Norte do Recife. “Corremos de polícia muitas vezes e nossas reuniões eram escondidas. Tínhamos medo de apanhar da polícia. Havia os padres progressistas que nos ajudaram. Almir Fernando sabe muito bem que no Alto José Bonifácio realizamos muitas reuniões na igreja católica”. Ela citou diversos nomes de líderes que fazem parte da história comunitária do Recife e que já faleceram. “Aprendemos muito com essas lideranças. A luta dessas pessoas ajudaram muito a compreender a história de nossas lutas e também o nosso presente”.

Segundo Iêda Ventura, as comunidades estão em constante formação e renovação de quadros de novas lideranças. “Tem que surgir as novas para dar continuidade à luta”. E Finalmente, disse que faz parte também das lideranças populares defender as questões sociais. “Temos que defender uma sociedade mais justa e igualitária, por respeito a todos e todas, às mulheres, uma sociedade sem preconceitos, sem racismo, sem homofobia. Se, na comunidade, um de nós não apoiar o outro, tudo desmorona. Na comunidade, podemos até discordar entre si, mas nunca nos dividirmos”.

O representante nacional da Conam em Pernambuco, João José, falou dos 40 anos da Conam. Ele pediu um minuto de silêncio aos índios, devido ao fato de hoje ser o Dia do Índio. “O minuto de silêncio é em respeito aos povos originários e à Amazônia”. Em seguida ele disse que é necessário “defender as políticas públicas, com reivindicação e com o povo na rua, fortalecendo o elo das lutas políticas”. Os 40 anos do Canoam, disse ele, é a construção de luta por mais creches, mais educação, mais saúde,  e por “uma melhor qualidade vida, contra o sistema que hoje está implantado”.

O líder comunitário Jailson Paiva Jailson Paiva também fez uma saudação. Ele lembrou que não existiria vereador se não existissem as lideranças populares. “Também não existiria a Casa de José Mariano se não existisse a luta comunitária. O movimento popular é importante na construção de leis e no andamento social. Somos nós, os líderes comunitários, que conhecemos o povo e sentimos na pele, as suas necessidades básicas”.

O componente da Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam) e do PCdoB, Augusto Semente, agradeceu ao vereador Almir Fernando pela homenagem e disse que a homenagem que ele estava prestando à Conam, que faz 40 anos, é um momento histórico para a organização. “Esta homenagem é justa, pois estes 40 anos são o resultado da intervenção de todos que fizeram aqui e vivenciaram o dia a dia pela saúde, educação, construindo os bairros e a cidade, literalmente”. Ao final da solenidade, a vereadora Ana Lúcia convidou todos os presentes para cantar o Hino da Cidade do Recife.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook