Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Educação

Alunos da EJA do Recife têm aulas remotas pelo rádio

Por: REDAÇÃO PORTAL
Além de aulas pela Rádio Frei Caneca FM e no site Escola do Futuro em Casa, estudantes estão interagindo com professores via WhatsApp e Google Meet

Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

24/09/2020
    Compartilhe:

No próximo dia 26 faz um mês que os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Rede Municipal do Recife iniciaram as aulas remotas pela Frei Caneca FM (101,5).  São 6.700 estudantes  do EJA que estão sendo contemplados com o programa Escola do Futuro em Casa na Rádio e também pelo site http://freicanecafm.pe.gov.br.
 
Os programas são levados ao ar de segunda a sexta-feira das 18h15 às 19h. Cada dia da semana é destinado a um componente curricular e o programa é dividido em blocos de 15 minutos por fase de ensino, nesta ordem: EJA Fase 1 (módulos 1 a 3), EJA Fase 2 (módulo 4) e EJA Fase 2 (módulo 5). Os programas têm o conteúdo baseado nos livros didáticos distribuídos aos alunos no início do ano. "Mais uma vez estamos ampliando as nossas estratégias pedagógicas para alcançar de forma mais abrangente a comunidade escolar, neste momento de suspensão das aulas presenciais por conta da pandemia", pontuou Bernardo D´Almeida, secretário de Educação do Recife.
 
 
Os professores têm uma rotina diária de atividades não presenciais por meio de material impresso ou de mídias sociais( whatsapp, google Meet, telefone e outros) que melhor atendam à realidade dos estudantes de cada turma. O professor elabora seu plano de aula, utiliza um canal de interação virtual para orientar as atividades que precisam ser desenvolvidas, e recebe o retorno com os registros dos estudantes. A devolutiva da atividade é tanto uma ferramenta de avaliação de aprendizagem dos estudantes como também uma maneira de computar a carga horária.
 
O aluno conta ainda com atividades no site http://educ.rec.br/escoladofuturoemcasa/, além de poder  elaborar o Diário de uma Experiência no Distanciamento  Social, também no site. Nesse Diário o aluno pode expressar como está se sentindo diante dessa pandemia, suas dificuldades, seus sonhos para quando o coronavírus passar, o que pretende para o futuro e que lição o período de isolamento social trouxe. 
 
De acordo com o gestor da Unidade de Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Educação do Recife, Bruno Oliveira, o esforço dos professores tem sido um grande diferencial para o sucesso das aulas por rádio. É o caso do pedagogo Laércio Florentino Lins que dá aulas fazendo paródias de músicas regionais de sucesso com os temas das matérias. Na próxima sexta-feira(25/09), ele leva ao ar sua primeira aula de história poetizada pelo Rádio, com o tema da Independência. Acompanhado do violão, ele conta temas da história do Brasil com músicas e poemas. "A ideia é levar conteúdo pedagógico e ao mesmo tempo resgatar e divulgar a cultura de raiz do Nordeste", diz Laércio. Segundo ele, o conteúdo transmitido com o apoio dos poemas musicados são facilmente assimilados pelos estudantes.
Até gestores estão se voluntariando para ensinar os adultos", ressalta Bruno.  "Os alunos têm participado ativamente das aulas. E até mesmo quem não é aluno também tem ouvido as aulas na Rádio", completa o gestor.
 
Rádio, Educação, Movimento de Cultura Popular e Paulo Freire - Essa não é a primeira vez que o rádio é protagonista como plataforma de educação no Recife. Na década de 60, a cidade contava com quase 200 mil pessoas que não haviam frequentado o Ensino Fundamental. Para a escolarização desses adultos, a gestão do então prefeito Miguel Arraes, juntamente com o Movimento de Cultura Popular (MCP) que tem como um dos seus fundadores o educador Paulo Freire (Patrono da Educação do Recife, do Estado e do Brasil), utilizaram o rádio como ferramenta pedagógica na educação de adultos.
 
Escola do Futuro em Casa – O programa engloba uma série de ações para que os mais de 90 mil estudantes da Rede de Ensino do Recife possam ter igualdade de acesso ao Ensino à Distância. Entre as ações já implantadas estão: formação de professores para atuarem na modalidade EaD; materiais pedagógicos com estratégias remotas de ensino e aprendizagem; construção da plataforma de aulas virtuais, que está sendo constantemente alimentada com as atividades de cada modalidade de ensino, com inserção de Libras e leitor de tela para acessibilidade; aulas virtuais online para as turmas do 6º ao 9º ano; aulas televisivas para Educação Infantil e Anos Iniciais; além das aulas radiofônicas para os alunos de correção de fluxo e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook