Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Educação

Aprovado estado de greve na rede privada de ensino

Por: REDAÇÃO PORTAL
Professores da rede privada tomaram a Decisão durante assembleia virtual nesta quarta-feira (30). Também hoje, os professores da rede estadual decidem sobre paralisação. 

Foto: Reprodução

30/09/2020
    Compartilhe:

Reunidos em assembleia virtual realizada na manhã desta quarta-feira (30), os Professores da rede particular de ensino de Pernambuco decidiram por aprovar o “estado de greve”. A categoria é contra o retorno das aulas presenciais, previstas para o dia 6 de outubro.

Para os professores, a reabertura das unidades de ensino pode provocar o aumento da contaminação pela covid-19. 

Segundo o sindicato, participaram da assembleia em torno de 200 profissionais e 95% destes aprovaram o estado de greve. Pernambuco conta com aproximadamente 28 mil professores, contratados em 2.400 escolas privadas. Pelo protocolo divulgado pelo governo do estado, as turmas do 3º ano do ensino médio, serão as primeiras a voltar, a partir de 6 de outubro.

O presidente do Sinpro-PE, Helmilton Bezerra afirmou que "além do estado de greve, vamos entrar com ação na Justiça para tentar barrar a reabertura das escolas para o ensino presencial. Entendemos que a pandemia da covid-19 não está controlada em Pernambuco, o que põe em risco professores, alunos e funcionários das escolas, públicas e privadas".

Os professores aprovaram também a fiscalização nas escolas e ações junto aos órgãos de controle. A assembleia virtual durou cerca de 2 horas e meia e teve seu início às 10h.

O estado de greve não significa necessariamente a paralisação das atividades docentes. Para isso, é preciso uma outra assembleia, especifica para a decretação da greve e a deflagração do movimento de suspenção dos trabalhos.

Professor Helmilton disse que ainda não está prevista por enquanto uma nova rodada entre a categoria e que o sindicato docente vai comunicar a decisão do estado de greve ao sindicato dos donos de escolas privadas de Pernambuco.

Hoje também a rede estadual irá realizar assembleia. Em estado de greve desde a última quinta-feira (24), a direção do Sintepe irá propor a decretação da paralisação. Segundo o Sindicato, que representa a categoria, não houve acordo nas duas rodadas de negociação com o  governo estadual, ocorridas no início da semana. 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook