Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

Centenário de Zé Dantas é celebrado em programação conjunta da Prefeitura do Recife e Governo de Pernambuco

Por: REDAÇÃO PORTAL
Com atividades virtuais, audiovisuais e fonográficas, um dos principais parceiros de Luiz Gonzaga terá sua obra lembrada e festejada,  em programação oferecida por equipamentos públicos e parceiros

Foto: Reprodução internet

26/02/2021
    Compartilhe:

O mês de fevereiro vai desaguar em saudade para os nordestinos. O próximo sábado, dia 27, marca o centenário do compositor, poeta, folclorista e médico José de Sousa Dantas Filho, que recebeu a alcunha de Zé Dantas (ou Zédantas, como ele mesmo preferia assinar), depois de se sagrar um dos mais constantes e importantes parceiros de Luiz Gonzaga. Para celebrar o artista, que legou ao Nordeste alguns de seus mais fiéis e bonitos retratos musicais, a Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE), a Secretaria de Cultura do Recife e a Fundação de Cultura da Cidade do Recife se juntaram para render uma série de homenagens, que devem se estender por todo o ano de 2021.

A programação começa amanhã (26), com atividades virtuais, audiovisuais e fonográficas, oferecidas a partir do engajamento de equipamentos públicos, como o Memorial Luiz Gonzaga, a Rádio Frei Caneca, o Museu Cais do Sertão, e também de parceiros, como a TV Pernambuco.

"Quando tivemos essa ideia de homenagear Zé Dantas, pensamos em possíveis parceiros como o Museu Cais do Sertão, que, como o próprio nome já anuncia, tem seu acervo voltado para o universo de Zé Dantas. A Fundação de Cultura Cidade do Recife seria uma parceria natural, tendo em vista possuir o Memorial Luiz Gonzaga. No caso da TV Pernambuco e da Rádio Frei Caneca, a parceria se consolidou na proposta de divulgação de produções audiovisuais e fonográficas que envolvem a obra de Zé Dantas", explica Roberto Azoubel, coordenador de Literatura da Secult-PE e um dos responsáveis pela programação.

O presidente da Fundação de Cultura da Cidade do Recife, José Manoel Sobrinho, destaca as homenagens como uma forma de confirmar a força de um modo nordestino de existir e resistir no mundo pela arte. "A arte sobrevive ao tempo e ultrapassa qualquer limite da geografia humana. Zé Dantas fez de sua arte o seu modo de falar com o mundo. Comemorar os 100 anos de seu nascimento é motivo de orgulho para qualquer povo. Carnaíba deu ao mundo a voz potente deste mestre da poesia sertaneja, pernambucana. Para o Recife, é uma honra festejar sua existência. Um poeta que escreve A Volta da Asa Branca, Acauã, Sabiá, Riacho do Navio conhece com  profundidade a alma humana. Zé Dantas é  um artista de infinitas dimensões", celebra.

Esta primeira etapa das celebrações ao artista, que foi homenageado no São João do Recife de 2019, junto com Nando Cordel, terá 10 dias de duração, com transmissões na TV Pernambuco, Rádio Frei Caneca, e nos canais no Youtube do Museu Cais do Sertão (www.youtube.com/caisdosertao) e Secult-PE (www.youtube.com/secultpe).

Memorial Luiz Gonzaga

O centenário também está sendo festejado no Instagram do Memorial Luiz Gonzaga (@memorialluizgonzaga), com a divulgação de conteúdos sobre a vida e obra do compositor, poeta e folclorista, que ajudou a apresentar o Nordeste ao Brasil, celebrando raízes profundas da cultura sertaneja.

Frei Caneca FM

Na Frei Caneca, rádio pública do Recife, que ocupa o dial 101.5 FM com a promoção da cidadania e da cultura recifense, a programação começa às 15h de amanhã (26), no programa diário Salada Pop, que dedicará o Quadro Poética ao poeta nordestino, apresentando um pouco do autor e de sua obra para o público. O convidado desta sexta será o cantor e compositor Reinivaldo Pinheiro.

Neste sábado de Zé Dantas, a rádio transmitirá, às 18h, o webnário Um dedo de Prosa (Zé Dantas - 100 Anos), realizado pela TV Pernambuco, seguido de uma hora de seleção musical dedicada à obra do compositor. Também no dia 27, começam a ser veiculadas na programação da rádio as Pílulas do Zé, trazendo depoimentos de artistas como Beto Hortis, Terezinha do Acordeon, Luizinho Calixto e Maria Lafaiete, que também irão ao ar na TV Pernambuco.

No dia 6 de março, a rádio transmite mais um webnário da TV Pernambuco: "Um dedo de prosa - A Poética de Zé Dantas", a partir das 18h, seguido de mais uma sessão de músicas assinadas por ele.

Cais do Sertão

O Museu Cais do Sertão também preparou uma série de conteúdos para as redes sociais, com o objetivo de divulgar a música e poesia de Zé Dantas em seus perfis no Instagram, Facebook e até no Spotify. No próximo domingo (28), o museu lança uma playlist dedicada ao compositor,  na plataforma de streaming.

TV Pernambuco

Neste sábado (27), a TV Pernambuco adere à programação com a apresentação, às 18h, do curta-documentário pernambucano "Psiu!", trabalho autobiográfico sobre Zé Dantas, dirigido por Antonio Carrilho, com produção e codireção de Juliana Lima. Com duração de 20 minutos, "Psiu!" retrata a vida e a obra do artista, nascido em Carnaíba, no Sertão do Pajeú pernambucano, a partir de imagens e gravações inéditas com a voz do compositor, além de depoimentos de nomes como Ariano Suassuna, Marina Elali, Yolanda Dantas (viúva) e Geraldo Azevedo. Em seguida, haverá a transmissão do show Duetos, de Marina Elali, neta de Zé Dantas, em homenagem ao legado do avô.

Também serão apresentados pela emissora educativa, durante as comemorações do centenário, dois webnários gravados e editados pela TV Pernambuco, com debates sobre o legado artístico de Zé Dantas, que serão exibidos na própria TV, no Youtube da Secult - PE e no Youtube do Cais do Sertão, além de transmitidos pela Frei Caneca FM.

O primeiro é "Um Dedo de Prosa – 100 Anos de ZéDantas", com a participação de Lêda Dias, gerente de Políticas Culturais da Secult-PE; José Dantas, filho de Zé Dantas; e Anselmo Alves, documentarista, colecionador e pesquisador.

O segundo, "Um Dedo de Prosa – A Poética de Zé Dantas", tem a presença de Diviol Lira, assistente de Música da Secult-PE; padre Luiz Marques Ferreira, pároco de Carnaíba; Cacá Malaquias, músico e educador musical; e Daniel Bueno, cantor, compositor e escritor.

"Desde que fomos procurados pela Secult-PE nos engajamos no projeto, até porque divulgar a cultura pernambucana é uma das missões da TVPE. Zé Dantas foi um compositor que marcou toda uma geração musical. Diante de um artista tão grande e que contribuiu tanto para a música nordestina e brasileira, precisamos passar o ano de 2021 destacando o trabalho deste grande parceiro de Luiz Gonzaga", destaca Ivan Júnior, diretor de Programação e Produção da TV Pernambuco.

Rádio Jornal 

Ainda neste sábado (27), das 11h às 12h30, o programa Mesa de Bar, apresentado ao vivo, na Rádio Jornal, pelo comunicador Wagner Gomes e organizado em parceria com a Fundação de Cultura Cidade do Recife e o Memorial Luiz Gonzaga, reunirá especialistas para tratar sobre a importância e perpetuidade da obra de Zé Dantas, que tão bem retratou toda beleza e dureza da vida no Sertão Nordestino.

Sobre Zé Dantas - Nascido em 27 de fevereiro de 1921, em Carnaíba, Pernambuco, José de Sousa Dantas Filho cresceu entre relatos orais de sua gente e toadas de vaqueiro, tendo aprendido sozinho a fazer verso e tocar violão. Mais tarde, formou-se em medicina e foi morar no Rio de Janeiro, sem nunca deixar de lado a poesia. Entre o Hospital dos Servidores, na capital carioca, e voltas à Fazenda Brejinho, no Sertão do Pajeú, entre as décadas de 1950 e 1962, Zédantas compôs diversas músicas que se tornaram clássicos na voz de Luiz Gonzaga, de quem veio a ser um dos principais parceiros musicais. Com passagem ainda pelo rádio, onde apresentou programas como "No Mundo do Baião", transmitido dos estúdios da Rádio Nacional, em que contava histórias e imitava personagens típicos do Nordeste, o compositor, poeta, folclorista e médico faleceu no Rio de Janeiro, no dia 11 de março de 1962.

Deixando mais de 50 canções registradas, teve sua obra visitada por muitas gerações de artistas, como Dominguinhos, Hermeto Pascoal, Gal Costa, Maria Bethânia, Alceu Valença, Quinteto Violado, Marisa Monte e Gilberto Gil. E segue vivo até hoje nos arraiais nordestinos, imortalizado em cada par de pés que se arrastam, atendendo ao irresistível convite do baião.

PROGRAMAÇÃO (De 26 de fevereiro a 6 de março)

Sexta-feira (26/02)
15h – Quadro Poética – Salada Pop / Especial Zé Dantas

 Rádio Frei Caneca (101.5 FM, www.freicanecafm.org ou pelo app)

Sábado (27/02)
10h – Lançamento dos webnários "Um Dedo de Prosa – 100 anos de ZéDantas" e "Um Dedo de Prosa – A Poética de ZéDantas"
YouTube da Secult-PE (www.youtube.com/secultpe)

11h – Mesa de Bar,  programa de rádio conduzido pelo comunicador Wagner Gomes e organizado pela Fundação de Cultura da Cidade do Recife/Memorial Luiz Gonzaga, com pesquisadores/especialistas da obra de Zé Dantas.
Rádio Jornal (90.3 FM, www.radiojornal.ne10.uol.com.br/ao-vivo/recife ou pelo app)

18h – Transmissão de "Um Dedo de Prosa – 100 Anos de ZéDantas"
Rádio Frei (101.5 FM, www.freicanecafm.org ou pelo app) e Youtube do Cais do Sertão (www.youtube.com/caisdosertao)

18h – Exibições do curta-metragem "PSIU!" e do show Duetos da Marina Elali
TV Pernambuco (RMR: 46.1; Caruaru: 12.1; Petrolina: 13.1)

19h – Programação musical ZéDantas
Rádio Frei Caneca (101.5 FM, www.freicanecafm.org ou pelo app)

Domingo (28/02)
Lançamento da playlist "ZéDantas" no Spotify do Cais do Sertão

15h – Exibição de "Um Dedo de Prosa – 100 Anos de ZéDantas"
TV Pernambuco (RMR: 46.1; Caruaru: 12.1; Petrolina: 13.1)

Quarta-feira (3/03)
18h – Exibição de "Um Dedo de Prosa – 100 anos de ZéDantas"
Youtube do Cais do Sertão (www.youtube.com/caisdosertao)

Sábado (6/03)
18h – Transmissão de "Um Dedo de Prosa – A Poética de ZéDantas"
Rádio Frei Caneca (101.5 FM, www.freicanecafm.org ou pelo app)

19h – Programação musical Zé Dantas
Rádio Frei Caneca (101.5 FM, www.freicanecafm.org ou pelo app)

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook