Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Diversos

Cinco medidas para tornar seus dados mais seguros

Por: REDAÇÃO PORTAL
Tomar alguns cuidados ajuda a preservar a privacidade e evita golpes e fraudes

Foto: O Brasil é o sexto país com maior número de vazamentos de dados privados em todo o mundo.

28/08/2023
    Compartilhe:

O Brasil é o sexto país com maior número de vazamentos de dados privados em todo o mundo. É o que diz uma pesquisa realizada pela empresa de segurança Tenable. Tivemos, no total, nada menos que 815 milhões de dados vazados. O primeiro lugar do ranking, de acordo com o levantamento, ainda é dos Estados Unidos. Com o uso regular da tecnologia, aumentam as chances de ter informações pessoais roubadas por criminosos e utilizadas para os mais diversos tipos de golpes e fraudes. Mas, com algumas mudanças simples de comportamento e cuidados extras, é possível se prevenir.

Para Adriana Saluceste, diretora de Tecnologia da Tecnobank, empresa certificada com a ISO 27.001, de segurança da informação, um dos passos mais importantes para não ter dados vazados é entender um pouco sobre como funciona o armazenamento de informações na era da tecnologia. “Hoje em dia, é muito raro utilizar qualquer serviço que não exija o compartilhamento de dados pessoais em diferentes níveis. Por isso, é tão relevante entender para que aquela empresa precisa dos seus dados e, principalmente, como ela vai utilizá-los”, afirma. 

Afinal, não é segredo para ninguém que, entre as pequenas e inúmeras linhas dos famigerados “termos de uso”, muitas empresas incluem permissões para o compartilhamento das informações disponibilizadas com outras empresas. Por isso, a especialista elenca alguns cuidados necessários para evitar ser vítima de vazamentos.

  1. Saiba com quem você está dividindo seus dados

Por mais básico que pareça, é fundamental ler as letras miúdas dos termos de uso. É ali que as plataformas elencam com quem e de que forma podem dispor dos seus dados pessoais. Dedicar alguns minutinhos à leitura desses termos pode parecer uma tarefa chata, mas é extremamente necessária. Assim, no mínimo, você terá consciência de quais informações estão sendo usadas e para qual finalidade.

  1. Atenção às senhas

Não é fácil, mas escolher senhas fortes e diferentes para cada um dos aplicativos e plataformas que você utiliza pode economizar muitas dores de cabeça. “Quando usamos sempre a mesma senha, estamos dando uma arma poderosa nas mãos dos estelionatários virtuais. Basta que eles descubram aquela chave para fazer um estrago nos mais diversos espaços on-line”, explica Adriana.

  1. O wi-fi nem sempre é seu melhor amigo

Ao conectar-se a redes públicas de internet sem fio, você está tornando seus dispositivos mais vulneráveis a possíveis ataques. Sempre que for utilizar esse tipo de conexão, procure usar redes virtuais privadas, as chamadas VPNs.

  1. Ative a autenticação de dois fatores

“Uma regra geral da tecnologia é: se está confortável para você, é porque está fácil para os bandidos. A autenticação de dois fatores dificulta a vida do usuário, mas ajuda muito a proteger os dados disponibilizados por ele, inclusive nos aplicativos de redes sociais e instituições financeiras”, destaca a especialista. Por esse motivo, ative essa camada extra de segurança sempre que ela estiver disponível.

  1. Não espalhe suas informações "em praça pública"

Na internet, muitas vezes é fácil esquecer que qualquer passo em falso pode ser um caminho sem volta. O falso anonimato oferecido por ela pode ter resultados catastróficos na vida real. “Procure não compartilhar informações pessoais nesses espaços, por mais inofensivas que elas possam parecer. Cheque as configurações de privacidade das suas redes sociais e de outras plataformas e, sempre que possível, não compartilhe dados sensíveis on-line”, finaliza Adriana.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook