Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Opinião

Conexão RJ: Seu, meu, nosso

Por: SIDNEY NICÉAS
Renato Sousa volta ao Tesão em mais um Conexão RJ, agora com uma carta dedicada aos escritores que sofrem para levar um pouco de luz para as pessoas.

Foto: Daniel Álvasd/Unsplash

12/12/2023
    Compartilhe:

*por Renato Sousa

Eu sei. Foi você quem escreveu com seu suor. É como se fosse seu filho, entendo. Tantas noites mal dormidas; tantas vezes que você nem olhou para a comida; tantas ideias escritas, apagadas, revistas e revividas. Tantas folhas de rascunho, caminhos descartados- uma agonia. Não é fácil, eu sei. Sei quanto este livro representa para você. Suas experiências, vivências, exigências de tantos anos vividos pelas terras brasileiras. É uma gestação que durou muito mais que nove meses; as vezes anos e anos, a ideia já estava na cabeça, a intuição já apontava o caminho, mas faltava alguma coisa para amarrar a história em si mesma. Um elo na corrente - um cadeado que fechasse. Sei profundamente como rala um escritor - mãos calejadas, risos irônicos, vozes ocultas, falas desencorajadoras, além do pouco combustível para sair pelas ruas e vielas da metrópole assustadora.

Depois de longo sacrificio, o livro está pronto. Capa definida, prefácio, capítulos, tipo de letra, cores, efeitos e tudo que possa fazer o leitor se interessar. O livro agora está vivo, com sua identidade própria, sua certidão de nascimento e suas habilidades. O livro já é de verdade, pronto para declarar imposto de renda. O livro saiu para venda. Ele já anda sozinho.

Eu sei. Eu gostei, comecei a ler, capítulo por capítulo, página por página. Estou envolvido - ele se torna meu filho. Tantas noites mal dormidas, tantas vezes que eu nem olho para a comida, como essas ideias se interligam com as minhas!  As vezes parece que estou mergulhado na própria história que leio com afinco.  Não é fácil, eu sei, me vejo tomando decisões, imaginando desfechos e me emociono. Do fundo da minha alma desce uma lágrima. Sei agora quanto este livro representa para mim tal qual representou para você. Suas experiências, vivências, exigências de tantos anos vividos em terras brasileiras, me dão uma luz no fim do túnel. O túnel estava escuro. Eu, perdido. Seu livro me salvou. Entendi perfeitamente o que li em um livro antigo de sabedoria persa – no início o livro é seu, quando leio ele se torna meu e com o passar do tempo ele se torna nosso! 

Obrigado!

--

Prof. Renato Ferreira de Sousa é administrador, gestor de carreiras, mentor de talentos e universitário. 

https://www.instagram.com/profrenato.sousa/ 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook