Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Política

Daniel Alves: É muito cinismo do prefeito de Jaboatão usar propaganda na TV para levar inverdades"

Por: REDAÇÃO PORTAL
O jaboatanense destacou as obras paralisadas da maternidade municipal e o fechamento do único hospital de campanha da cidade

Foto: Reprodução Internet

06/05/2021
    Compartilhe:

O presidente municipal do MDB, Daniel Alves, denunciou que a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes omitiu a real situação vivenciada pela população, durante exibição de propaganda nas emissoras de tv, em comemoração ao aniversário da cidade. “Pelo que o município é na sua história, pela resistência no presente e pelo futuro que será melhor que hoje, não temos o que comemorar. É muito cinismo do prefeito levar inverdades aos pernambucanos”, disparou.

Para Alves, o gestor não mostrou no vídeo que o hospital de campanha funcionou apenas 45 dias e encontra-se sob investigação, que a Polícia Federal visitou a Prefeitura por suspeita de mau uso do dinheiro público para o enfrentamento à Covid-19 e que a obra da maternidade que, agora, é casa de parto, está parada.

Daniel enfatizou ainda que a propaganda não mostrou que o gestor foi considerado, de acordo com a pesquisa Exatta, um dos piores prefeitos no combate à Covid-19 dos prefeitos da região metropolitana. Já no Sistema Localiza SUS, do Governo Federal, Jaboatão ocupa o 10° lugar em vacinação entre as cidades com mais de 100 mil habitantes em Pernambuco. Segundo ele, outro descaso com os cidadãos é o Parque da Cidade, divulgado com ampla publicidade durante a campanha mas não foi inaugurado em 2020. E, além disso, o abandono da orla, com a falta de iluminação, insegurança e ausência de equipamentos esportivos e de lazer. Na última semana, ocorreu um estupro coletivo de uma jovem de 16 anos, em Candeias.

“Tem que ser desumano para querer usar a mídia e mostrar inverdades de obras que não saem do papel e ações contra a Covid-19 que não acontecem. Se não for o Estado e a Capital, teríamos muito mais que 1.300 mil mortes por Covid-19 no município. Aqui, não tem Centro de Tratamento e, para testagem, se espera entre 15 e 20 dias. O usuário sofre com a demora para a marcação de consultas ou exames e com a falta de médicos e de medicamentos nos postos de saúde” finalizou Daniel.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook