Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Política

Deputado João Paulo Costa discute Plano de Vacinação de Pernambuco com secretário de Saúde

Por: REDAÇÃO PORTAL
 O parlamentar apresentou sua indicação, protocolada na Assembleia Legislativa de Pernambuco, a qual inclui pessoas com câncer no grupo prioritário de vacinação

Foto: Reprodução internet

20/02/2021
    Compartilhe:

O deputado estadual João Paulo Costa (Avante) visitou o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, nessa sexta-feira (19), para conversar sobre o Plano de Vacinação do Estado. O parlamentar apresentou sua indicação, protocolada na Assembleia Legislativa de Pernambuco, a qual inclui pessoas com câncer no grupo prioritário de vacinação contra a covid-19, e se colocou à disposição para contribuir com as ações da pasta.

“Tivemos uma conversa muito boa com o secretário André Longo. Ele nos apresentou os números atuais de Pernambuco e se mostrou otimista com o andamento da vacinação. Nós apresentamos nossa sugestão sobre os grupos prioritários e deixamos claro nosso interesse em ajudar. Ele nos garantiu que as pessoas com doenças graves também serão contempladas. Hoje, já estamos aplicando a segunda dose nos profissionais de saúde da linha de frente e já vacinamos mais de 90% dos idosos acima de 85 anos. Logo mais, vamos dar início à próxima fase e, em pouco tempo, vamos beneficiar também os pacientes de doenças graves”, declarou o deputado.

O secretário de Saúde elogiou a atuação do parlamentar. “Essa é uma indicação meritória e que estará no nosso plano de ação. Esperamos que o Ministério da Saúde repasse mais doses da vacina com celeridade aos Estados para que possamos avançar cada vez mais na imunização dos pernambucanos e ter o quantitativo para atender as pessoas em tratamento oncológico”, ratificou André Longo.

Desde o dia 18 de janeiro, Pernambuco aplicou mais de 300 mil doses do imunizante. Cerca de 60 mil pessoas já finalizaram o esquema de vacinação e mais de 250 mil pessoas receberam a primeira dosagem. Estão sendo atendidos na primeira fase, profissionais da saúde que atuam na ponta, idosos que vivem em asilos, pessoas com deficiência que vivem em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e idosos acima de 85 anos. A expectativa da Secretaria de Saúde é imunizar mais de 3,1 milhões de pernambucanos.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook