Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Desfile cívico-militar da Independência não acontece, em Pernambuco, pela primeira vez

Por: REDAÇÃO PORTAL
No lugar do desfile, o Governo do Estado realizou cerimônia rápida de hasteamento da bandeira no Palácio do Campo das Princesas

Foto: Hélia Scheppa/Divulgação/SEI

07/09/2020
    Compartilhe:

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o sete de setembro foi comemorado sem o tradiconal desfile das forças armadas e das policias civil e militar sem a participação do povo nas ruas. Este ano, para marcar a data, foi realizado um evento solene em frente ao Palácio do Campo das Princesas. O evento contou com a banda da Polícia Militar, durante o hasteamento das bandeiras do Brasil, de Pernambuco e da insígnia do Governo do Estado.

Apesar da comemoração diferente, o Governador destacou a importância de celebrar o 198º aniversário da Independência do Brasil. "É sempre importante termos a oportunidade de homenagear nossa independência. Pernambuco tem tradições libertárias, um povo aguerrido, que sempre busca justiça, um mundo melhor. O símbolo da independência tem valores importantes, que precisam ser preservados e, cada vez mais, estar presentes no dia a dia da nossa população. O 7 de setembro é marcado  pela independência e pela busca de liberdade, justiça e do combate à desigualdade pelo nosso povo", afirmou o governador Paulo Câmara.

A cerimônia foi rápida e também contou com a presença dos secretários Antônio de Pádua (Defesa Social) e Alberes Lopes (Trabalho, Emprego e Qualificação); o chefe da Casa Militar, Carlos José; o brigadeiro-do-ar César, comandante do Comando Aéreo Nordeste; os comandantes gerais da Polícia Militar de Pernambuco, coronel Vanildo Maranhão, e do Corpo de Bombeiros, Rogério Coutinho; o chefe da Polícia Civil, Nehemias Falcão; e a gerente geral da Polícia Científica, Sandra Santos.. Essa é a primeira vez que o desfile cívico-militar da Independência não acontece no estado.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook