Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

Fundaj lança Prêmio Delmiro Gouveia para economia criativa

Por: REDAÇÃO PORTAL
O prêmio contemplará 90 projetos de baixo custo nos nove estados do Nordeste brasileiro, com R$ 10 mil para cada um deles.

Foto: Reprodução internet

29/10/2020
    Compartilhe:

Com a presença do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) realizou nessa quarta-feira (28) a cerimônia de lançamento do Prêmio Delmiro Gouveia de Economia Criativa, que contemplará 90 projetos de baixo custo nos nove estados do Nordeste brasileiro, com R$ 10 mil para cada um deles. As inscrições estão abertas a brasileiros natos e naturalizados maiores de 18 anos e devem ser feitas virtualmente, através do site da Fundaj até o dia 9 de novembro. 

A cerimônia aconteceu na Sala Calouste Gulbenkian, campus Casa Forte da Fundaj, no Recife, e além do Ministro contou com as presenças do presidente da Fundaj, Antônio Campos, do secretário estadual de Cultura, Gilberto Freyre Neto, entre outros convidados. Segundo o diretor de Memória, Educação e Cultura da Fundaj, Mário Hélio Gomes, o propósito do prêmio é localizar, reconhecer e premiar iniciativas benéficas à economia criativa de baixo custo que beneficiem os estados do Nordeste. 

“Um prêmio amplamente inclusivo, diversificado porque atinge praticamente todas as áreas da economia criativa. Desde o artesanato até o game, esperamos que as pessoas que trabalham com soluções concretas para problemas concretos, tanto propostas que já foram desenvolvidas e estão em vias de acontecer, todas estas ideias são bem-vindas”, disse o diretor. 

A criação do prêmio é a primeira iniciativa da Fundaj no sentido de apoiar a inovação e haverá também a criação de um observatório de economia criativa. “Será um observatório permanente. Estruturamos esse observatório de uma forma que não haja somente participação de técnicos e estudiosos da Fundação Joaquim Nabuco, mas que tenha também participação da sociedade. Será um observatório colaborativo que integra uma série de ações de valorização permanente da economia criativa. O prêmio é apenas o início disso”, afirmou o diretor da Fundaj. 

Antônio Campos, presidente da Fundaj, afirmou que o Nordeste tem na economia criativa uma grande força de desenvolvimento. “Esse prêmio visa prestigiar iniciativas em economia criativa que possam, com baixo custo, ajudar a vida dos nordestinos e brasileiros, neste quinhão do Brasil. A economia criativa é um dos desenvolvimentos principais do Nordeste. É impossível pensar o Nordeste sem sua criatividade, e o nordestino sem sua resistência, resiliência. Da gastronomia à produção de softwares, do artesanato a música", declarou Campos.

O secretário estadual de Cultura, Gilberto Freyre Neto, destacou as razões pelas quais o empreendedor cearense Delmiro Gouveia foi o homenageado escolhido para dar nome ao prêmio. “Nós somos uma referência em que a cana-de-açúcar conheceu o massapê e esse encontro tem criatividade e inovação. Foi a partir de experimentos desenvolvidos aqui no nosso Estado que a gente financiou, durante 300 anos, o projeto de país”, disse ele. 

Presente na cerimônia, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que vai direcionar verbas públicas do orçamento do MEC à Fundação Joaquim Nabuco. “Vamos fazer com que o recurso público possa ser usado de maneira inteligente. (...) Eu encaminhei o orçamento para que uma verba considerável possa ser enviada para a nossa fundação”, disse o ministro.

Clique aqui para acessar o editar e formulários.
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook