Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Eleições 2020

Guto vai à margem do Beberibe e ouve pedidos de moradia e remoção das áreas de risco

Por: REDAÇÃO PORTAL
Com as ocupações irregulares e o crescimento desordenado na área, os moradores vivem praticamente no leito do que um dia foi o Rio

Foto: Reprodução WhatsApp

29/10/2020
    Compartilhe:

A visita do candidato Guto Santa Cruz, na tarde dessa quarta-feira (28), aos moradores da Rua Darcy de Melo, no bairro de Caixa D’água, foi uma aula de história, mas também de indignação. Com uma mistura de orgulho e tristeza, a população que vive as margens do Beberibe contou sobre os tempos áureos do Rio da Raiz e do Rio das Águas Mornas, uma paisagem lembrada pelos mais antigos como uma das mais deslumbrantes da cidade, mas que hoje foi transformada em destruição ambiental e pobreza.

Com as ocupações irregulares e o crescimento desordenado na área, os moradores vivem praticamente no leito do que um dia foi o Rio. Assim, na época das chuvas, todas as casas são inundadas e os moradores sofrem e arriscam suas vidas. “Como ação imediata, é preciso limpar e revitalizar o leito do Rio Beberibe, que está completamente assoreado e cheio de lixo. Mas, sobretudo, é importante retirar essas pessoas das moradias inadequadas, construídas em cima de aterro devido à grande carência de políticas habitacionais no município”, sugere Guto.

Moradora do local há 35 anos, Carmem Lúcia Veríssimo contou que todos os anos a casa onde mora é tomada pelas águas do Rio que divide as cidades de Olinda e Recife. “Quando eu era criança, vinha com minha mãe lavar roupa e tomar banho nesse Rio, que era limpo e não inundava as casas. Mas, depois que ficou assim cheio de mato e lixo, a água não consegue passar e entra nas residências”, lembra Carmem. A residente do local também falou do seu sonho, igual ao desejo de todos os vizinhos, que é o de conseguir uma moradia digna e longe das enchentes do Beberibe. 

Para o candidato, a situação dos moradores é muito delicada, pois sem a regulamentação das moradias da localidade é muito difícil investir em habitação e saneamento básico na região. “Para algumas localidades é preciso primeiro regularizar a situação fundiária, para depois fazer alguma melhoria. Porém, no caso dessas pessoas que vivem na beira do rio, a solução é construir habitacionais e tirá-las desse lugar”, planeja o candidato.

Guto Santa Cruz e o vice da chapa, Samuel Herculano, caminharam também pela comunidade conhecida como Rádio Olinda, uma ocupação recente, que foi construída dentro do terreno da emissora e que também fica às margens do Rio Beberibe. O espaço foi desapropriado pelo poder público há poucos anos para dar lugar à construção de habitacionais que nunca saíram do papel. Como a área foi abandonada pela Prefeitura, a população loteou o espaço e construiu centenas de moradias.
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook