Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Saúde

Hospital da Mulher participa de campanha pelo combate à violência contra mulheres e meninas

Por: REDAÇÃO PORTAL
Extensa programação com mensagens de encorajamento e de conscientização, para funcionários, usuárias e acompanhantes

Foto: Reprodução internet

24/11/2020
    Compartilhe:

O Hospital da Mulher do Recife, no Curado, participa dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, que é o tema da campanha anual e internacional que vai de 25 de novembro a 10 de dezembro. Uma programação extensa marcará a data com ações de conscientização e de empoderamento feminino. A coordenadora de Psicologia da unidade, Eduarda Pontual, estará à frente das atividades. Serão realizadas palestras, rodas de conversa, debates online e exposição de painéis ilustrativos. A ação será voltada tanto para as pacientes como para os funcionários.

"A sociedade está cada vez mais mobilizada pela prevenção e eliminação da violência sofrida pelas mulheres e precisamos fortalecer esse movimento levando informações para um número cada vez maior de pessoas", destaca a diretora geral do HMR, Isabela Coutinho. Na abertura da campanha, nesta quarta-feira (24), a partir das 8h e durante todo o dia, haverá rodas de conversa em diversos setores, como o ambulatório, centro de imagem e alojamento conjunto.

Também serão distribuídas mensagens de encorajamento e de conscientização, para funcionários, usuárias e acompanhantes do Hospital. Às 9h30, haverá uma reunião virtual entre a equipe do HMR e profissionais e representantes da comunidade Roda de Fogo. Na ocasião, os integrantes da Roda de Fogo terão oportunidade de conhecer, virtualmente, o Centro de Atenção à Mulher Vítima de Violência – Sony Santos. O serviço, que funciona no Hospital da Mulher do Recife, oferece à mulher vítima de agressão uma linha completa de cuidados, com atendimento de uma equipe multiprofissional (médico, enfermeiro, psicólogo e assistente social).  O atendimento é 24 horas, durante todos os dias do ano e está disponível por livre demanda para todas as mulheres do Estado, a partir dos dez anos de idade.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook