Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Hospital Veterinário do Recife incentiva população vacinar animais de estimação contra a raiva

Por: REDAÇÃO PORTAL
Vacina antirrábica está disponível gratuitamente no HVR de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h.

Foto: Daniel Tavares/Prefeitura do Recife

24/09/2021
    Compartilhe:

Buscando ampliar a cobertura vacinal dos animais contra a raiva, reforçando a imunização de cães e gatos, a Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais (SEDA) incentiva a população vacinar os pets. É que o Hospital Veterinário do Recife Robson José Gomes de Mello (HVR) oferece, gratuitamente, o imunizante para todos os animais da capital pernambucana. Para ter acesso às doses, os tutores devem apresentar documentos como CPF e carteira de identidade, além de um comprovante de residência com CEP do Recife. A vacina previne o contágio da zoonose que pode ser transmitida para os seres humanos e até levar a óbito. Por mês, o HVR disponibiliza cerca de 200 doses.

Para acessar o serviço, não é preciso fazer agendamento prévio: basta os tutores se dirigirem ao Hospital Veterinário do Recife e procurar o imunizante. O animal deve estar gozando de boa saúde. Após o tutor preencher uma ficha cadastral, o bichinho é encaminhado para uma avaliação de um médico veterinário. Estando apto, o pet recebe a vacina antirrábica. Após o atendimento, o animal recebe o cartão de vacinação, de que deve ser atualizado anualmente com doses de reforço. O HVR fica situado à Av. Professor Estevão F. da Costa, S/N, no Cordeiro.

O secretário executivo dos Direitos dos Animais do Recife, Luís dos Anjos, lembra que, anualmente, os animais do Recife devem receber as doses de vacina antirrábica, reforçando a cobertura vacinal, e ajudando a manter erradicada a doença na capital pernambucana. "Nosso compromisso é deixar os nossos animais imunizados, garantindo o bem-estar deles e dos tutores. Dessa forma, a gente protege os animais e os donos, prevenindo essa doença que pode ser fatal para os humanos", explica. O gestor municipal convoca as pessoas a levarem seus pets ao Hospital Veterinário do Recife e procurar as vacinas para os bichinhos de estimação.

No Recife, o imunizante da antirrábica também está disponível durante todo o ano no Centro de Vigilância Ambiental (CVA), localizado em Peixinhos. No CVA, é preciso realizar agendamento, para evitar desperdício de doses.

Doença da Raiva

A raiva é uma zoonose (doença que pode ser transmitida de animais para seres humanos) grave, que afeta o sistema nervoso central e mata em quase 100% dos casos, tanto as pessoas quanto os animais. A doença viral e infecciosa pode ser transmitida pela penetração do vírus contido na saliva do animal infectado, principalmente pela mordida, lambida ou arranhão.

No animal, os principais sintomas são o aparecimento repentino de agressividade, salivação excessiva e paralisia. Os cachorros com raiva, por exemplo, costumam ficar agressivos ou tristonhos, com salivação excessiva, dificuldade para engolir, latido rouco e paralisia das patas traseiras. Já no ser humano, a doença se manifesta com febre, confusão mental, paralisia, dor de cabeça e salivação excessiva. Não há tratamento disponível para a infecção e caso os sintomas apareçam o recomendado é procurar atendimento médico imediatamente.

A campanha de vacinação antirrábica é garantida pelo SUS porque o objetivo é atingir o ciclo humano. Os animais precisam se imunizar todo ano para garantir a proteção deles e, consequentemente, da população humana. No Recife, 2017 foi o último ano em que houve registro de caso de raiva em munícipe da capital pernambucana.

A presença de morcegos em imóveis ou em locais estranhos durante o dia, e com comportamento diferente do normal, é um sinal de alerta sobre a possibilidade da circulação do vírus da raiva, por isso, é necessário informar à Vigilância Ambiental do Recife, por meio do telefone 3355.7705. Se o cão ou gato for encontrado em contato com morcego ou sagui, por exemplo, o fato também deverá ser comunicado à autoridade sanitária municipal. Caso ocorra alguma agressão por morcegos, as pessoas devem procurar imediatamente um serviço de saúde.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook