Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Investigadores da FAB coletam dados sobre queda de avião em Manaus

Por: REDAÇÃO PORTAL
Bimotor caiu no interior do Amazonas; 14 pessoas morreram

Foto: As vítimas eram dos estados de Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Paraná, São Paulo, Roraima e Ceará.

18/09/2023
    Compartilhe:

Por Renato Ribeiro 

 

As investigações sobre o acidente com o avião bimotor turboélice Bandeirante, da Embraer, ocorrido no último sábado (16) ficarão a cargo do Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VII). O Seripa VII é ligado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e à Força Aérea Brasileira (FAB).

Os investigadores já estão no município de Barcelos (AM), onde ocorreu a queda da aeronave, para coleta e iniciar a avaliação dos dados da ocorrência. As investigações não têm prazo para ser concluídas.

Nesta segunda-feira (18), os corpos das 14 vítimas foram liberados. O governo do estado montou uma força tarefa para agilizar os processos de identificação e liberação para os familiares.

Além do Cenipa, as causas do acidente também estão sendo apuradas pela Polícia Civil do Amazonas. O avião saiu de Manaus, no último sábado, com destino ao município de Barcelos, no interior do estado. A aeronave caiu quando tentava pousar no aeroporto da cidade. Chovia forte no momento do acidente.

O avião de médio porte, do modelo EMB-110, levava 12 turistas, que iam pescar no Rio Negro. Além dos passageiros, o piloto e o copiloto da aeronave também morreram.

 

Corpos liberados

 

Os corpos das 14 vítimas do acidente aéreo, em Barcelos, no Amazonas, foram liberados na madrugada desta segunda-feira (18).  O governo do estado montou uma força tarefa para agilizar os processos de identificação e liberação para os familiares. 

As causas do acidente estão sendo apuradas pela Polícia Civil do Amazonas e pelo Cenipa, Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos. Ainda não há prazo para o fim das investigações.

O avião saiu de Manaus, no último sábado, com destino ao município de Barcelos, no interior do estado. A aeronave caiu quando tentava pousar no aeroporto da cidade. Chovia forte no momento do acidente.

A avião de médio porte, um bimotor turboélice da Embraer, levava 12 turistas, que iam pescar no Rio Negro. Além dos passageiros, o piloto e o copiloto da aeronave também morreram.

Os corpos foram transferidos para o Instituto Médico Legal, em Manaus, na tarde desse domingo, em avião da FAB, Força Aérea Brasileira.

As vítimas eram dos estados de Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Paraná, São Paulo, Roraima e Ceará.

Pelas redes sociais, o presidente em exercício, Geraldo Alckmin, contou ter recebido com profundo pesar a notícia da queda da aeronave e transmitiu aos familiares e aos amigos das vítimas seus sentimentos e orações.

Nesta segunda, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse que entrou em contato com o ministro da Defesa, José Múcio, para que um avião da FAB ajude no traslado dos corpos.

A ideia, segundo Caiado, é fazer uma ação conjunta para os transportes das cinco vítimas goianas, e de outras duas, de Uberlândia e Brasília.

 

*Com iunformações da EBC

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook