Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

João Campos vistoria área de trânsito calmo e requalificação de vias na Boa Vista

Por: REDAÇÃO PORTAL
Bairro está recebendo investimento em infraestrutura humanizada na ordem de R$ 3,6 milhões. Obras garantem, mobilidade e acessibilidade, além de levar novos ares a importantes áreas históricas da cidade, como o Pátio de Santa Cruz e a Rua Velha

Foto: Rodolfo Loepert/PCR

02/04/2021
    Compartilhe:

Uma cidade feita para as pessoas é aquela que preza pela qualidade de vida e pelo cuidado com áreas de importância afetiva e cultural para os seus moradores. É desse entendimento que o Recife tem reunido esforços para fazer melhorias estruturais e de mobilidade em diversas áreas da cidade. Uma delas é o bairro da Boa Vista, que está recebendo obras de requalificação em diferentes trechos. Nesta quinta-feira (1º), o prefeito João Campos vistoriou as intervenções no Pátio da Igreja de Santa Cruz e na Rua Velha. As obras estão sendo realizadas pela Autarquias de Urbanização do Recife (URB) e de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) e receberam investimentos da ordem de R$ 3,6 milhões.

“A Rua Velha foi toda readequada com urbanismo tático, está toda no mesmo nível da calçada, promovendo acessibilidade para as pessoas. Nesse momento está em obras também o Pátio de Santa Cruz, que é um espaço importante para a cultura, para o convívio da cidade, e a gente vai levar isso para os quatro cantos do Recife”, garantiu João Campos. “É melhoria na infraestrutura, na qualidade da nossa cidade, para que se possa trazer mais qualidade de vida para os recifenses. Vamos juntos. Contem comigo. A nossa gestão está trabalhando manhã, tarde e noite para deixar a nossa cidade cada vez mais organizada”, assegurou o prefeito.

A Rua Velha foi mais uma beneficiada pelos trabalhos do projeto Calçada Legal. A via teve as calçadas totalmente requalificadas, com novo pavimento e aplicação de soluções de acessibilidade, como rampas que possibilitam o tráfego de cadeirantes. Além disso, o leito da rua Velha foi trocado por piso de tijolo intertravado e passou a ser no mesmo nível do passeio, com o objetivo de promover maior qualidade no tráfego não motorizado e garantir acessibilidade na área.

Já o pátio da Igreja de Santa Cruz passará a contar com calçada e rua no mesmo nível, ambas executadas em bloco intertravado e pedra mineira, com implantação de soluções de acessibilidade. O espaço ainda está sendo beneficiado com serviços de ampliação da rede de drenagem. No entorno, também estão sendo contempladas pelos serviços as ruas da Alegria (em andamento) Leão Coroado (em andamento) e Travessa Pedro Albuquerque (já concluída). As vias contarão com novos passeios feitos com materiais antiderrapantes, pisos táteis e rampas de acessibilidade. Elas passarão a ter as ruas no mesmo nível do passeio feitas em piso intertravado, pedra mineira e recuperação das calçadas em ladrilho e pedra lioz. Além disso, serão consideradas como uma área de velocidade reduzida para tráfego de veículos.

A requalificação dos passeios, realizada pela URB, faz parte do projeto Calçada Legal e está dentro da segunda etapa da requalificação das calçadas da Rua Gervásio Pires e entorno. Nesta fase, a Prefeitura do Recife também requalificou o Mercado da Boa Vista (por meio da Csurb) e o Pátio da Igreja de São Gonçalo. No total, foi requalificada uma extensão de 1.730,00m, da Gervásio Pires até a rua de São Gonçalo, e a intervenção ainda inclui as vias do perímetro do Mercado da Boa Vista.

O objetivo é promover maior qualidade no tráfego não motorizado e garantir acessibilidade em toda extensão das ruas. Com a mesma intenção, a frente do Mercado ganhará uma travessia elevada, garantindo o acesso seguro ao espaço, que também foi contemplado com recuperação de calçada frontal e pátio interno com o uso de pedra mineira, respeitando padrões de acessibilidade.

Dentro do mesmo pacote de serviços, o pátio da Igreja de São Gonçalo foi totalmente requalificado em tijolo intertravado e também ganhou soluções de acessibilidade. A iniciativa incluirá ainda o plantio de árvores em todo o percurso. Ao final de todo toda esta etapa do Calçada Legal, que tem previsão para ser concluída até o final de junho de 2021, serão aproximadamente 2.700m² de revitalização de calçadas e 1.600m² de rua no mesmo nível do passeio. Este eixo das ruas Gervásio Pires, Santa Cruz e São Gonçalo apresenta uma grande integração entre importantes equipamentos da região e apresenta um grande fluxo de pedestres.

Edmar Alves de Oliveira, de 49 anos, é comerciante na Rua Velha e elogiou a intervenção. “Está ótima e com certeza vai trazer frutos bons para cá, atraindo mais gente. O comércio ganha muito com isso. Tudo o que a prefeitura faz, tenho certeza de que é para melhorar a vida de quem vive ou trabalha na área”, afirmou.

Desde a última terça-feira (23), a rua ganhou uma área de Trânsito Calmo. Com as pinturas coloridas no chão para ampliar os espaços de pedestres, a via foi redesenhada de forma que induza os veículos a trafegarem com velocidade reduzida, especialmente as motocicletas, com áreas de pedestres colocadas de forma alternada. O trecho que foi escolhido vai da Rua da Matriz até o Largo de Santa Cruz, devido ao grande número de pedestres e veículos. A via passou por requalificação da Emlurb, que também implantará jarros com plantas para humanizar o espaço.

Para adequar a via aos pedestres, além das peças alternadas, o estacionamento também foi feito nesse formato, direcionando os condutores de veículos a reduzir a velocidade, que agora diminuiu para 30 km na via. Além disso, foram feitas 12 novas faixas de pedestres e houve expansão de 125 m² das calçadas, melhorando a segurança viária de quem anda a pé nessa área. é democratizar a circulação no espaço urbano, com ampliação das calçadas para os pedestres, diminuição da velocidade regulamentada e humanização das vias, transformando em ilhas de refúgio para os que andam a pé.

TRÂNSITO CALMO – Outras áreas de trânsito calmo já existem no Recife, como as da Ilha do Leite e do Largo da Paz, que foram também sinalizadas e humanizadas pelas pinturas no asfalto. O objetivo da implantação do trânsito calmo é democratizar a circulação no espaço urbano, com ampliação das calçadas para os pedestres, diminuição da velocidade regulamentada e humanização das vias, transformando em ilhas de refúgio para os que andam a pé. O uso de urbanismo tático tem sido uma estratégia para redução de sinistros de trânsito no Recife. De acordo com os registros da CTTU, o período de janeiro e fevereiro entre 2019 e 2020 registrou uma redução de 41% de sinistros com vítimas após as intervenções. Áreas como o Largo da Paz tiveram sete sinistros com vítimas neste período de 2019 e, no ano seguinte, duas ocorrências. Na Avenida Cruz Cabugá, o número também caiu de 23 para 14 no mesmo período. Na Avenida Conde da Boa Vista, a mudança foi de 22 para quatro sinistros com vítimas também neste período.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook