Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Mais segurança viária e menos preconceito: PCR implanta novas áreas de urbanismo tático com cores da bandeira LGBT

Por: REDAÇÃO PORTAL
Contorno das peças foram implantados pelas equipes da CTTU e as pinturas foram feitas nesta sexta-feira (25), por representantes da sociedade civil no segmento LGBTI+

Foto: Marcos Pastich/PCR

28/06/2021
    Compartilhe:

Com pesquisa do território, a Prefeitura do Recife tem implantado novos desenhos urbanos que adequam a configuração das ruas da cidade para os pedestres e ciclistas, que são mais vulneráveis no trânsito se comparado com os veículos motorizados. Além disso, as equipes têm se esforçado, também, para construir a cidade em parceria com os cidadãos, de forma que a experiência de viver e se locomover no território seja diferenciada e mais democrática.

Pensando na inclusão de todas as pessoas, a Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul), por meio da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), entregará, na segunda-feira (28), novas peças de urbanismo tático em dois cruzamentos da Rua das Ninfas. A data foi escolhida em função do Dia Internacional de Orgulho LGBTI+. Representantes de organizações da sociedade civil do segmento LGBTI+ iniciaram as pinturas das peças na sexta-feira (25) de forma orgânica, com as cores da bandeira LGBTI+, como uma experiência diferenciada de vivência da cidade.

As peças de urbanismo tático serão implantadas na Rua das Ninfas, nas esquinas entre a Avenida Manoel Borba e Rua do Progresso, devido à alta demanda de veículos e a necessidade de ampliar a área de pedestres, diminuindo o percurso da travessia. Desde 2018, ocorreram 16 acidentes sem vítimas na área. A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, destaca a importância da ação para o respeito nas ruas da cidade, seja com pedestres ou com pessoas LGBTI+. "O nosso objetivo, seja na CTTU ou nas diversas pastas, é que o Recife seja uma cidade que acolha todas as pessoas. Então unir a ação do urbanismo tático, que favorece pedestres, idosos, pessoas com dificuldade de locomoção e também trazer a participação da comunidade LGBTI+ para incrementar o trânsito da cidade é inovador", destaca a gestora.

Para a vice-prefeita, Isabella de Roldão, a iniciativa ratifica o compromisso da gestão com todos os munícipes. "Uma cidade construída com as pessoas e para as pessoas é assim: define prioridades junto com a população, amplia o espaço para pedestres, facilita a locomoção de idosos e acolhe com respeito à diversidade. Recife mostra mais uma vez o quanto é inovadora na gestão e no atendimento das demandas das suas diferentes comunidades", pontua.

Parceiras da ação, a Aliança Nacional LGBT+ e a Mães pela Diversidade participarão diretamente da ação com a pintura das peças. "Encantada com o Projeto técnico que aliou a visibilidade que o Dia do Orgulho LGBTQIA+ tem que firmar em nossa cidade. É um ato que fala de amparo, amor, tolerância, respeito e segurança dos pedestre na área", disse a Coordenadora Regional do Aliança Nacional LGBT+, Maria do Céu. "Essa é uma ação para sensibilizar a sociedade sobre as violências sofridas pela população LGBT no Brasil. No dia do Orgulho queremos passar com nosso amor, principalmente, porque pensamos que nosso amor precisa ser exemplo para outras famílias LGBTs que precisam se identificar com nossas vivências",  enfatizou a coordenadora estadual do Mães pela Diversidade, Gi Carvalho.

O uso de urbanismo tático tem sido uma estratégia para redução de sinistros de trânsito no Recife. Ao todo, já são mais de 350 mil pessoas beneficiadas com as intervenções, que já somam mais de 30 áreas. De acordo com as notificações da CTTU, registrou-se uma redução de 41% de sinistros com vítimas após as intervenções. Áreas como o Largo da Paz tiveram sete sinistros com vítimas entre janeiro e fevereiro de 2019 e, no período do ano seguinte, duas ocorrências. Na Avenida Cruz Cabugá, o número também caiu de 23 para 14 no mesmo período. Na Avenida Conde da Boa Vista, a mudança foi de 22 para quatro sinistros com vítimas também neste período.

Confira os serviços da Prefeitura do Recife para a população LGBTI+

Denúncia Online

Lançado em 2018, a plataforma online de denúncias contra LGBTfobia está disponível no site da Prefeitura do Recife, por meio do link http://bit.ly/DenunciaLGBTRecife. O canal recebe registro de casos com base nas leis municipais nº 16.780/2002 e nº 17.025/2004, que proíbem manifestações preconceituosas ou discriminatórias em razão da orientação sexual ou identidade de gênero, punindo os estabelecimentos públicos ou particulares, empresas ou organizações sociais que desrespeitarem as legislações.

Após o registro da denúncia, a equipe da Gerência de Livre Orientação Sexual (GLOS), em conjunto com órgãos administrativos da Prefeitura, dá início a um processo administrativo para a apuração da denúncia e, se for o caso, as punições impostas pelas leis são aplicadas. Além disso, a GLOS também se dispõe a propor ações educativas junto aos estabelecimentos que forem denunciados.

Centro LGBT

Gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais que forem vítimas de outros tipos de discriminação e violência, não previstos nas Leis Municipais nº 16.780/2002 e nº 17.025/2004, podem procurar o Centro LGBT, que é um espaço de promoção da cidadania e garantia de direitos da população LGBTI+, habilitado a fornecer orientações sobre direitos humanos e prestar atendimento especializado. Inaugurado em agosto de 2014, é o primeiro Centro de Referência Municipal do Estado de Pernambuco. O Centro LGBT do Recife fica na Rua dos Médicis, nº 86, Boa Vista, e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Saúde LGBT

Para promover a saúde integral de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis, a Prefeitura do Recife instituiu, em 2015, a Política de Atenção à Saúde da População LGBT do Recife, que, entre outras ações, inclui abertura de espaços de referência para o acolhimento e cuidado com a saúde desse público, como o Ambulatório LGBT Patrícia Gomes e o Ambulatório LBT do Hospital da Mulher do Recife. Mais de 1.200 profissionais das Unidades de Saúde da Família e de Centros de Atenção Psicossocial já passaram por capacitações e sensibilização em sexualidade, gênero e saúde da população LGBT.

Ambulatório LGBT

O Ambulatório LGBT Patrícia Gomes, na Policlínica Lessa de Andrade, foi aberto pela Sesau Recife em 2017, sendo o primeiro ligado à Atenção Básica em Pernambuco. De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, os pacientes são assistidos por equipe multiprofissional formada por médico, enfermeiro, psicólogo, além de residentes do Programa Multiprofissional de Saúde da Família. O serviço, que tem capacidade para 20 atendimentos por semana, oferece exames clínicos e processo transexualizador ambulatorial (hormonização), adequado à necessidade do usuário.

 

Ambulatório LBT

 Já o Ambulatório LBT do Hospital da Mulher do Recife, no Curado, tem, atualmente, cerca de 350 lésbicas, bissexuais e transexuais cadastradas. A mulher pode conhecer o serviço e ter acesso à entrevista social, sem necessidade de marcação prévia. Para isso, basta se dirigir ao HMR, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. O atendimento da Ginecologia acontece nas segundas e quartas-feiras. É importante lembrar que só são atendidas pacientes com SUS do Recife.
 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook