Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

MAMAM anuncia programação virtual para os meses de junho e julho

Por: REDAÇÃO PORTAL
Equipamento cultural gerido pela Prefeitura do Recife abre inscrições para aulas, curso e live-conversa sobre memória, atuação museal, moda e sobre produção independente de conteúdo musical

Foto: Sol Pulquério/Arquivo PCR

03/06/2021
    Compartilhe:

O Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM) convida o público a ficar ligado e logado no intenso calendário de cursos e atividades virtuais preparado para os meses de junho e julho. A programação, que conta com ações gratuitas e pagas, faz parte da agenda anual do educativo, que transplantou para a internet a pulsação das diferentes linguagens, conteúdos e temas que asseguram a existência e a resistência do museu mantido pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife.

A programação estreia nesta quarta-feira (3) com a aula aberta "História da moda a partir de narrativas negras", das 19h às 22h, através do Google Meet. A aula, ministrada pela consultora de imagem e estilo Andreza Ferreira, trará uma introdução da moda e cultura africana no Ocidente, tendo como objetivo fomentar o processo criativo através da história ancestral, fortalecer a autoimagem e autonomia, e criar histórias na moda por meio de uma perspectiva negra.

O encontro é destinado a estudantes de moda, empreendedores e/ ou pessoas interessadas em reescrever a história da moda a partir das pessoas negras. As inscrições custam R$ 60 e podem ser feitas pelo formulário: https://forms.gle/BsUwBMRmvTFx6Z1C7

No próximo dia 16 de junho, a partir das 19h, acontece a live-conversa "Outro museu só pode existir depois que este acabar", no Instagram do museu (@mamamrecife). O encontro integra o projeto "Das coisas políticas e as políticas das coisas", incentivado pelo Funcultura, e conta com a participação de Ana Luisa Lima, crítica de arte e coordenadora do projeto, e de Bruno Oliveira, artista visual e educador. Tem como objetivo refletir e debater sobre as relações entre museus, monumentos e o pensamento decolonial. A live será gravada e, posteriormente, disponibilizada no Youtube do MAMAM.

Em julho, a programação continua com o curso "Outro museu só pode existir depois que este acabar (museus, monumentos e miradas decoloniais)", ministrado pelo artista visual e educador Bruno Oliveira, para discutir e desdobrar noções de museus, monumentos e instituições de memória a partir da perspectiva decolonial, estimulando o rastreamento de outras possibilidades de produção e pensamento de registros e documentos de memórias coletivas.

Os encontros, que também integram a programação do projeto "Das coisas políticas e das políticas das coisas", acontecem nos dias  7, 14, 21 e 28 de julho, das 18h às 21h, através do Google Meet, e têm como proposta refletir sobre as relações entre museus, monumentos e o pensamento decolonial. As inscrições são gratuitas. Para participar, basta preencher, até o dia 17 de junho, o seguinte formulário https://forms.gle/di6LKuKpzS3QjwwW7.

Também tem início no dia 7 de julho a "Oficina aDUBada", ministrada pelo produtor musical e engenheiro de áudio Buguinha Dub, para ensinar técnicas simples de gravação e produção musical em estúdio caseiro e com poucos recursos. As aulas acontecem nos dias 7 e 8 de julho, das 19h às 21h30, também através do Google Meet. Durante as atividades, os participantes terão a oportunidade de gravar e produzir uma música com recursos analógicos e digitais de baixo custo. A inscrição custa R$ 60 e pode ser feita, até 6 de julho, no link: https://forms.gle/uvt1TEHHBDy2QdEYA. O curso conta com uma bolsa social e outra para pessoas negras e indígenas. Para concorrer, é necessário preencher o formulário de inscrição presente em nossa bio até o dia 25 de junho

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook