Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Eleições 2020

Mendonça e Priscila assinam carta compromisso com a primeira infância 

Por: REDAÇÃO PORTAL
A assinatura da carta compromisso aconteceu em cerimônia simbólica em Nova Descoberta, na Zona Norte
13/10/2020
    Compartilhe:

O candidato a prefeito do Recife, Mendonça Filho (DEM), reforçou seu compromisso com a educação básica, nessa segunda-feira (12), quando se comemora o Dia da Criança. Ele assinou, junto com a candidata a vice, Priscila Krause, a Carta Compromisso Primeira Infância Prioritária, conjunto de ações destinadas a assegurar a ampliação de investimentos, a oferta de mais 10 mil novas vagas em creches do Recife e o envolvimento de setores públicos para amparar e apoiar o desenvolvimento pleno das crianças de 0 a 6 anos. “A educação na primeira infância é determinante para o desenvolvimento das crianças e o suporte do poder público é essencial para que elas tenham um futuro promissor. A falta dessas oportunidades causa desigualdade, violência, pobreza e miséria, como temos visto no Recife. Vamos mudar essa triste realidade e priorizar a educação básica no Recife, começando com a oferta de 10 mil novas vagas em creches”, disse Mendonça Filho.

Na assinatura da carta compromisso, em cerimônia simbólica em Nova Descoberta, na Zona Norte, o democrata explicou que as iniciativas terão início com um aumento significativo na oferta de vagas em creches na capital pernambucana, que atualmente enfrenta um déficit no setor de quase 20 anos. Atualmente, o Recife oferece menos de 6 mil vagas em creches, número inferior à cidade de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Vale lembrar que Mendonça Filho, quando ministro da Educação, liberou R$ 10,8 milhões em 2018 para a construção de seis novas creches na capital. As unidades nunca saíram do papel por que a gestão do PSB não forneceu os terrenos regularizados, única exigência do Ministério da Educação (MEC) para autorizar a transferência da verba. “Vamos mudar este cenário com a construção de novas creches e chegar a 15 mil vagas para e reduzir esse déficit na educação básica”, destacou Mendonça.

Também participaram da solenidade Alexandre Cabral, vice-presidente do Conselho Municipal de Defesa e Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente da Cidade do Recife (Comdica), Cassius Guerra, advogado e membro do Conselho de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil Pernambuco (OAB-PE), e Mauro Cavalcanti, diretor de uma creche no bairro do Bongi. No encontro, Mendonça Filho ressaltou que ao assumir a gestão da Prefeitura do Recife estabelecerá prioridades para as crianças de 0 a 6 anos, através de ações específicas nas áreas de saúde, educação e proteção social. Dentre as quais, a criação de um orçamento destinado à implementação de políticas públicas dirigidas às crianças e suas famílias buscando a integração e impulsionando projetos nessas áreas.

Priscila Krause avaliou que o documento é mais uma prova do compromisso que a coligação “Recife Acima de Tudo” tem com a educação básica no Recife e disse que a experiência de Mendonça Filho como ministro da Educação vai contribuir para melhorar os índices do setor, estagnados nos últimos anos. Segundo ela, o poder público não pode se omitir e deve sempre estar sempre presente na oferta de políticas públicas de saúde e ensino, auxiliando e fomentando o desenvolvimento das crianças. “É preciso promover o acesso à saúde, às primeiras consultas médicas do pré-natal das mães, bem como a assistência social para que as famílias possam ser estimuladores e participantes do processo educacional das crianças, principalmente nessa faixa etária de 0 a 6 anos”, pontuou.

O documento assinado prevê, ainda, o acompanhamento da saúde e bem-estar das gestantes e bebês durante os primeiros anos de vida, incluindo a orientação às mães adolescentes e de prevenção à mortalidade infantil e o fortalecimento dos vínculos afetivos e familiares para o pleno desenvolvimento infantil das crianças. Também se propõe a identificar deficiências e desenvolver projetos para a melhoria da qualidade de vida da rede pública de ensino na pré-escola e estimular práticas de parentalidade em grupo buscando a elevação do envolvimento social na atenção e cuidado com a primeira infância e expandindo o raio de solidariedade e responsabilidade.

 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook