Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Educação

Ministra visita Centro de Informática da UFPE

Por: Carlos SIERRA

Foto: ARTE VERAGORA

25/07/2023
    Compartilhe:

Em agenda institucional no Recife, a ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Luciana Santos, visitou, nesta quinta-feira (20), o Centro de Informática (CIn) da UFPE. Na ocasião, ela conheceu projetos e iniciativas de cooperação com empresas e instituições públicas, entre eles, algumas parcerias com o próprio ministério.

Após conhecer a Vitrine de Troféus, símbolos de conquistas do Centro e de seus alunos, ela foi apresentada aos laboratórios de projetos de pesquisa e desenvolvimento em funcionamento no local, como o CIn/Motorola, financiado pela Lei de Informática desde 2002. A parceria, com foco na área de telefonia, atualmente conta com projetos nas áreas de testes, engenharia de software, robótica e inteligência artificial.
 
No Live, laboratório do projeto CIn/Stellantis, ligado à Unidade Embrapii do Centro e financiado pelo programa Rota 2030, Abel Guilhermino, coordenador do projeto, mostrou soluções com o uso de tecnologia da informação e comunicação. O objetivo é aprimorar a eficiência operacional de serviços públicos, como o desenvolvimento e implementação de sistemas de comunicação veicular com base nas particularidades da malha viária e da infraestrutura de tráfego brasileira.

Em seguida, a ministra pôde conhecer o novo espaço do PPI/Softex, ambiente da Residência de Robótica do CIn-UFPE, um programa financiado pelo MCTI, de acordo com a Lei 8.248/91, e executado pela parceria entre CIn-UFPE e Softex Nacional. Lá, pôde ver em ação o braço robótico para automação do processo de auditoria de urnas eletrônicas, projeto desenvolvido com TRE-PE na primeira turma da Residência em 2022.

Após a demonstração, Luciana Santos foi convidada a testar a votação assistiva, um dos 19 TCCs criados para o TRE-PE, baseado em Visão Computacional. A iniciativa torna possível que tetraplégicos votem com independência, usando apenas seus olhos e o movimento da cabeça.

A ministra também conheceu um resultado preliminar proveniente da segunda turma do PPI. O objetivo deste novo desafio é facilitar e aprimorar a dispensação de medicamentos da Farmácia Central no Hospital das Clínicas (HC). No cenário atual, são necessárias no mínimo três pessoas para que a dispensação ocorra. Como são muitas pessoas e etapas, este processo é passível de erro humano. Atualmente há em torno de 30 projetos de TCC derivados do sistema que a ministra conferiu no laboratório do PPI.

Em sua fala, na inauguração do laboratório da Residência de Robótica, a ministra reiterou que, para o governo atual, as Universidades Públicas são espaços de excelência, não de balbúrdia. E destacou o desafio de colocar o conhecimento e a produção científica a serviço da população.

“Aqui é o exemplo, na veia, de como é que se deve fazer isso. É um exemplo dessa interseção com o setor produtivo. O que está sendo realizado aqui no Centro de Informática tem abrangência. São coisas multinacionais e a serviço público, como o HC e o desafio do TRE, e tantos outros desafios que foram colocados”, disse a ministra.

Estiveram presentes, entre outros, Paulo Borba e Sérgio Soares, diretor e vice-diretor do CIn-UFPE; Moacyr Araújo, vice-reitor da UFPE; o presidente do TRE-PE, André Guimarães; e Shirley Jacinto, chefe do setor de TI e Saúde Digital do Hospital das Clínicas (HC-UFPE/ EBSERH).

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook