Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Cultura

Movimento cultural do Cabo cobra respeito e reclama descaso de Keko do Armazém

Por: REDAÇÃO PORTAL
Recentemente o ex-prefeito Lula Cabral, por ser um empresário com raízes na cidade, decepcionou a população. Ao invés de colocar o Cabo na importância que merece, levou a cidade às páginas policiais.

Foto: Reprodução internet

23/01/2021
    Compartilhe:

A eleição de 2020 trouxe uma esperança. A eleição do prefeito Keko do Armazém, parecia acender a chama de que o Cabo tanto precisava. Passado o pleito eleitoral, veio a posse e o prefeito eleito começou a decepcionar o seu povo. Sem pulso para comandar o município, Keko foi buscar apoio em pessoas que, por em algumas ocasiões decepcionaram o Cabo de Santo Agostinho, além de outras pessoas que, nada tendo haver com a cidade, indicaram secretários em posições estratégicas.

Decepcionados com a nova gestão, os artistas do Cabo de Santo Agostinho lançaram um manifesto, onde pede ao prefeito respeito ao patrimônio cultural da cidade.

Leia o manifesto:

 

“MANIFESTO DOS ARTISTAS CABENSES PELA MANUTENÇÃO DA CULTURA COM O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

 

AO EXMO. PREFEITO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO MD- CLAYTON DA SILVA MARQUES

 

O município do Cabo de Santo Agostinho, há muito já distancia dos traços de uma cidade pequena, somos hoje mais de 220 mil habitantes, com a quarta arrecadação estadual. Nossa cidade tem inata aptidão para o crescimento sob os mais variados aspectos que pode lhe colocar entre as cidades mais pujantes de Pernambuco.

Temos um polo logístico, dois polos industriais, um imenso e lindo litoral, além de uma vasta área rural, bem como detemos uma página da história mundial, a partir do descobrimento pelo navegador espanhol Vicente Yanez Pinzón em nossas terras e um celeiro de arte e artistas pelas ladeiras da nossa cidade.

Ao passo que estamos diante de tantas oportunidades, estamos também perante muitos desafios e, um deles é aplicação correta das políticas públicas e diretrizes estruturadoras bem definidas e acertadamente aplicadas para que assim alcancemos as metas e objetivos estabelecidos, dando portanto, à população as respostas que ela espera de uma gestão centrada e claros resultados, sobretudo nos aspecto social.

Face ao exposto, é então imperativo que a pasta da cultura, ou melhor, que a Secretaria de Cultura e Eventos esteja abrigada á área de desenvolvimento econômico, não apenas por esta já ser uma discussão superada, tanto no âmbito cultural como no técnico da administração pública. Um exemplo ilustrativo disso foi quando o ex-presidente Temer teve a ideia de fundir o MinC ao Ministério da Educação (MEC), organização parecida com a que houve no país entre os anos 50 80. A fusão entre as duas pastas, porém, durou apenas 9 dias.

Hoje, NENHUMA cidade da Região Metropolitana do Recife, incluindo aí a nossa capital pernambucana, adota mais esse modelo superado, de ter a cultura como um apêndice da educação, Então do que dizer do Cabo de Santo Agostinho, com tanta vocação e oportunidades econômicas, andar agora na contramão?

A cultura é uma atividade econômica importante, colaborando com 4% do PIB nacional. Hoje os artistas e produtores têm vários mecanismos e instrumentos, como leis de incentivo, editais, concorrências... que levam a atividade cultural para mais próxima da parcela empresarial da sociedade, daí, nessa aproximação, ganham todos.

A prática do empreendedorismo na atividade cultural é um movimento sadio e crescente irreversível, e essa mentalidade se expande ainda mais se a pasta que cuida da política cultural estiver colada à pasta do turismo e do desenvolvimento econômico.

Daí, sem mais delongas senhor Prefeito Clayton da Silva Marques, nós artistas cabenses independentes, vimos pelo presente e abaixo-assinados, solicitar-lhe que digne providências política e administrativas no sentido da manutenção da Secretaria Executiva de Cultura na estrutura da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Cabo de Santo Agostinho, 24 de janeiro de 2021”

 

 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook