Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

No Recife, governadora Raquel Lyra entrega chaves da casa própria a 232 famílias do Residencial Mulheres de Tejucupapo

Por: REDAÇÃO PORTAL
Na última segunda-feira (24), o Governo de Pernambuco lançou o Morar Bem - Entrada Garantida, que vai oferecer subsídios de até R$ 20 mil para que famílias com renda de até dois salários mínimos possam ter condições de comprar seu prim

Foto: Yedo Leonel

29/07/2023
    Compartilhe:
O sonho da casa própria se tornou realidade nesta sexta-feira (28), com a entrega de 232 unidades habitacionais do Residencial Mulheres de Tejucupapo, localizado na Avenida Maurício de Nassau, no bairro da Iputinga, no Recife. As chaves dos apartamentos foram entregues aos moradores pelas mãos da governadora Raquel Lyra. Iniciada em 2011, a obra estava inacabada e sua inauguração marca um dos pilares do Morar Bem PE, primeiro programa de habitação de interesse social de Pernambuco, que é a retomada de construções inacabadas. O empreendimento contou com investimentos de mais de R$ 16 milhões, valor que inclui recursos do Governo Federal e do Tesouro Estadual.
 
Em sete meses de gestão, o governo Raquel Lyra já entregou dois habitacionais. O primeiro deles, o Canal do Jordão, em Jaboatão dos Guararapes, e o Mulheres de Tejucupapo, que juntos contemplam 464 famílias. No município de Caruaru, Agreste do Estado, o Governo de Pernambuco destinou R$ 970 mil para conclusão do Residencial Severino Quirino, que entregou, no mês de junho, 192 unidades. 
 
"São muitas histórias de luta, sobretudo de mulheres que passaram anos esperando que o poder público pudesse entregar a sua casa. Nosso papel, como Governo de Pernambuco, é olhar para todos os habitacionais que estão paralisados em nosso Estado. Quando chegamos, eram 10 mil unidades com obras lentas ou paralisadas. Diante disso, fizemos a interlocução com todos os órgãos necessários para garantir a entrega rápida e efetiva de moradia digna à população", destacou Raquel Lyra.
 
O empreendimento, que leva o nome de um grupo de mulheres que marcaram a história de resistência contra a invasão holandesa no Estado, é um marco do protagonismo feminino na história de Pernambuco. O Residencial Mulheres de Tejucupapo foi instituído para reassentar famílias ligadas ao Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), que em 2008 ocupou um terreno da União. A área foi cedida ao Estado para a construção do conjunto habitacional.
 
Das famílias que foram beneficiadas, 67% são lideradas por mulheres. Dona Maria de Lourdes, de 83 anos, foi uma das contempladas com a entrega das chaves e externou a emoção do momento. "Depois de 12 anos de espera, o meu sonho está sendo realizado. Agora estou contando os dias para poder vir para meu o cantinho e nunca mais pagar aluguel", comemorou a moradora.
 
Garantir moradia digna tem sido uma das prioridades do Governo de Pernambuco que, desde o início do ano, também retomou as obras de outros empreendimentos, a exemplo do Vanete Almeida, em Serra Talhada, o Jurema, em Bezerros e, além de outros que serão entregues até o final do ano em municípios como Barreiros e São Bento do Una, somando mais de 1,5 mil unidades habitacionais retomadas e entregues. 
 
"O acompanhamento dessas obras é uma prioridade do Governo do Estado. Primeiro, para garantir habitação na vida das pessoas que é o que estamos celebrando e efetivamente fazendo. Mas, também certificar que tenhamos aplicação de recursos eficientes, porque quando tem uma obra que começa e atrasa, ela vai se desequilibrando financeiramente na linha do tempo de forma que o Estado acaba aportando mais dinheiro", detalhou a secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Simone Nunes.
 
O reinício dessas construções mostra o poder de mobilização do governo de Pernambuco em congregar agentes financeiros, reguladores e de serviços, a exemplo da Caixa, Iphan e Compesa para resolver pendências burocráticas que atravancam as obras. 

 

 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook