Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Saúde

Olinda: Falta agilidade e sobram reclamações na vacinação contra a Covid-19

Por: REDAÇÃO PORTAL
Apesar de negar as dificuldades relatadas pelos moradores, a prefeitura disponibilizou três números de celulares para tirar dúvidas da população.

Foto: Reprodução Internet

19/04/2021
    Compartilhe:

Tem causado muita insatisfação nos moradores de Olinda, região metropolitana, o descompasso de informações sobre a vacinação contra a Covid-19. Várias dúvidas pairam sobre o processo, enquanto a cidade é uma das que menos vacinas aplicou até o momento, das doses recebidas do Governo Federal.

As reclamações sobre a vacinação em Olinda são constantes e de todos os lados. Uma das principais dificuldades alegadas pelos moradores é no acesso ao agendamento. Segundo relatam moradores de diversos bairros da cidade, tentam constantemente pelo site disponibilizado pela prefeitura de Olinda e a resposta é sempre a falta de disponibilidade de vaga nos locais onde a vacina está sendo aplicada.

Moradores relatam também que existem locais onde a vacinação está ocorrendo e que não estão sendo amplamente divulgados pela prefeitura. Seria o caso do Clube Atlântico, na Praça do Carmo, onde, segundo relataram alguns moradores do Sítio Histórico, foram vacinados sem a necessidade do agendamento prévio.

Outro ponto polêmico é a vacinação disponibilizada para o quilombo urbano de Xambá. Integrantes de casas religiosas de matrizes africanas, não necessariamente quilombolas, estariam sedo vacinados independente da faixa etária. O que iria contra as prioridades do Plano Nacional de Imunização – PNI.

Esses tropeços têm travado a agilidade na vacinação em Olinda, causando enorme prejuízo ao sucesso do processo. No último sábado (17), o deputado federal Milton Coelho (PSB) denunciou que, segundo a plataforma LocalizaSUS, do Ministério da Saúde, Olinda havia aplicado apenas 55% das vacinas recebidas. Enquanto no Recife esse número chegou a 91% e em Petrolina a 85% de doses aplicadas das enviadas pelo governo federal.

A prefeitura nega as dificuldades e afirma que a vacinação em Olinda segue na mais perfeita normalidade. Segundo a secretaria de saúde do município a instabilidade no sistema de agendamento é normal e causado de forma pontual em horários de maior quantidade de acessos. Sobre as outras reclamações, a prefeitura diz que cumpre rigorosamente todas as diretrizes do PNI e que a fila de prioridades vem sendo respeitada na íntegra.

Mesmo sem admitir falhas no processo, a prefeitura de Olinda anunciou a disponibilização de atendimento telefônico para dirimir dúvidas. Os números 99183.4670, 99144.4506 e 99111.3743, atenderão de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Mas atenção: a prefeitura reforça que os telefones servem apenas para orientar os moradores. O agendamento segue só podendo ser feito exclusivamente pelo site.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook