Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Negócios

PE anuncia instalação de fábrica com geração de 250 empregos na Mata Sul

Por: REDAÇÃO PORTAL
Governador Paulo Câmara recebeu representantes da Orion Estofados, que investirá cerca de R$ 20 milhões em planta prevista para setembro de 2021
24/09/2020
    Compartilhe:

O governador Paulo Câmara anunciou, na manhã desta quinta- feira (24), no Palácio do Campo das Princesas, a instalação da Orion Fabricação de Estofados, do Grupo Umaflex, no município de Escada, na Zona da Mata Sul do Estado. A unidade vai produzir colchões, estofados e espumas de alta qualidade. Serão investidos cerca de R$ 20 milhões na primeira fábrica do grupo no Nordeste. A empresa planeja iniciar as obras em outubro e inaugurar a planta em setembro de 2021. O empreendimento vai gerar cerca de 250 empregos diretos.

O anúncio contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach; do diretor presidente da AD Diper, Roberto de Abreu e Lima; do diretor executivo do Grupo Umaflex, Walnei Xavier Ribeiro; e dos representantes da empresa Luciano Kienen e Vantuir Regis dos Santos.

"Mais uma indústria se instalando em Pernambuco. Recebi hoje os representantes da empresa Orion, que vão implantar uma unidade industrial em Escada, na área de colchões, estofados e espumas. Vamos gerar emprego e renda em um momento tão difícil para o mundo. Pernambuco, com seu planejamento, mão de obra qualificada e credibilidade, busca atrair investimentos. Temos conseguido êxito e ajudado Pernambuco a voltar  ao crescimento sustentável. Um crescimento que a pandemia impediu que seja mais rápido, mas que agora  a gente está tirando o atraso", disse Paulo Câmara.

A fábrica será construída no Polo Empresarial do município, equipamento gerenciado pela AD Diper dentro do direcionamento dado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico para atrair novas empresas. A planta ficará em uma área de seis hectares, na BR-101 Sul, Km 125. Como incentivo para a instalação, a empresa também receberá diferimento de até 85% do ICMS, podendo se estender até 2032, a partir do Proind - Programa de Estímulo à Indústria do Estado de Pernambuco, gerenciado pela Secretaria da Fazenda (Sefaz).

"Temos nos empenhado em descentralizar a geração de riquezas, ajudando o Estado a crescer de forma a equilibrar as diferenças. A gente sempre manteve o cuidado de fortalecer as potencialidades pernambucanas, mas incentivando o contato dos municípios com novas culturas econômicas", destacou Schwambach.

Com a chegada em Pernambuco, a Orion espera reduzir o custo logístico para outras praças do Nordeste, aumentando seu market share no Estado e em toda a região. De acordo com a direção, a intenção é iniciar a produção com 10 mil unidades/mês e, em um ano, dobrar para 20 mil unidades mensais. Segundo Walnei Xavier, as condições oferecidas por Pernambuco foram determinantes para a decisão do grupo. "Percorremos todos os municípios que estavam dentro da intenção da gente e o fato de Escada ficar perto do Porto de Suape é favorável à exportação. Além disso, o município está bem centralizado, junto a rodovias, que facilitam o escoamento da produção."

Roberto de Abreu e Lima reforçou que o anúncio é o resultado do trabalho de mais de seis meses de negociação. "Nossa equipe de atração de investimentos fez o primeiro contato com a empresa. Eles já estavam interessados em instalar uma unidade em Pernambuco e iniciamos as tratativas mostrando, inclusive, diversas áreas em vários municípios. Em breve, começaremos a etapa de facilitação da instalação do empreendimento."

O Grupo Umaflex, dono da Orion Estofados, está no mercado há mais de 25 anos e possui duas unidades industriais - uma em Umuarama, no Paraná, e outra em Conchal, em São Paulo. De acordo com o grupo, a Umaflex produz um estofado a cada 20 segundos. O grupo atende desde as pequenas até as maiores redes de lojas de móveis do País e conta, atualmente, com um parque industrial dotado de mais de 150 mil m² de área construída.

Mesmo com a pandemia freando o mercado global em 2020, Pernambuco avança na atração de novos negócios. De janeiro a setembro deste ano, o Governo do Estado atraiu 52 novos projetos privados, principalmente de indústrias. Com a instalação dos empreendimentos acompanhados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a previsão é gerar 4.450 vagas com carteira assinada em território pernambucano. Os aportes privados anunciados nos nove primeiros meses deste ano totalizam R$ 2,23 bilhões.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook