Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Pela 5ª vez vereadores do Recife adiam votação da dupla função

Por: REDAÇÃO PORTAL
Desta vez, o vereador Davi Muniz apresentou a emenda responsável pelo quinto adiamento do PL 05.

Foto: Reprodução internet

19/10/2020
    Compartilhe:

Em mais uma manobra regimental, a Câmara de Vereadores do Recife adiou mais uma vez, nesta segunda-feira (19), a votação do projeto que acaba com o fim da dupla função para motoristas no transporte público na cidade. Desta vez, o responsável pelo adiamento foi o vereador Davi Muniz (PSB), que apresentou uma emenda que obteve o apoio de mais 12 parlamentares.

O projeto que extingue a dupla função é de autoria do vereador Ivan Moraes (PSOL).

Desde que foi implantada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte, motoristas são obrigados a fazerem a função do cobrador. O que para a categoria dos rodoviários representa ameaça de demissão em massa, além de prejudicar a população devido ao aumento da insegurança que a dupla função causa.

O vereador Ivan Moraes estava indignado. “Na hora da votação do nosso PL05, que proíbe a dupla função motorista/cobrador (a), o vereador Davi Muniz protocolou emenda em plenário com 13 assinaturas sugerindo mudança no projeto. A manobra faz com que, mais uma vez, a votação do nosso PL seja adiada. Pela quinta vez”, disse.

De acordo com nota oficial da presidência da Câmara Municipal do Recife, o projeto foi colocado em pauta “conforme determina o Regimento Interno da Casa, colocou o PL 05/2019 na pauta das votações da reunião deste dia 19 de outubro”.

“Esta foi a quarta vez que a presidência pautou o projeto para a votação. No entanto, o parlamentar Davi Muniz apresentou emenda, referendada por mais 12 vereadores, e o novo texto precisa ser analisado pela Comissão de Legislação e Justiça, que tem seis dias para o procedimento. A presidência irá recolocar o PL 05 em pauta assim que esta etapa for vencida”, afirma nota oficial da presidência da Câmara.

Revoltados, membros do Sindicato dos Rodoviários prometem que a entidade irá expor os nomes dos vereadores e vereadoras que forem contrários ao projeto ou que assinarem pelo adiamento da votação. Eles estão proibidos pela justiça de realizarem paralisações em protesto. “A sociedade toda está de olho! Aprova, Câmara! ”, gritavam antes da sessão desta segunda-feira.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook