Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Economia

Pernambuco: investimentos de R$ 42 milhões de indústrias vão gerar 325 vagas este ano

Por: REDAÇÃO PORTAL
Dos projetos industriais, 6 são na Região Metropolitana do Recife (RMR) e outros 9 no interior do Estado, totalizando 15 projetos.

Foto: Reprodução internet

29/03/2021
    Compartilhe:

R$ 42,2 milhões em investimentos foram aprovados em Pernambuco durante a 114ª reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e Serviços (Condic), realizada na manhã desta segunda-feira (29), no Recife, além da criação de 325 vagas de empregos futuras. Os investimentos e as oportunidades devem ser feitos e gerados ao longo deste ano. 

Entre os destaques aprovados, estão a ampliação da indústria da Pincéis Roma, no município de Nazaré da Mata, na Região Metrolitana do Recife (RMR), com investimento de R$ 20 milhões, gerando 52 empregos; a ampliação da Ventisol Nordeste, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul, onde serão gerados 15 empregos, com um investimento de R$ 5,5 milhões; e a implantação da empresa Davilla Massas Alimentícias, em Camaragibe, também na RMR, com um investimento de R$ 2,7 milhões e 59 empregos previstos. 

Dos projetos industriais, 6 são na Região Metropolitana do Recife (RMR) e outros 9 no interior do Estado, totalizando 15 projetos. São R$ 32,8 milhões destinados ao interior e R$ 9,6 milhões ao Grande Recife. Quanto aos empregos, a maior parte se concentra no interior, com 219 postos, enquanto 106 serão criados na RMR.

11 municípios foram contemplados, sendo quatro na RMR (Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes, Recife e Paulista) e seis no interior (Feira Nova, Paudalho, Serra Talhada, Caruaru, Vitória de Santo Antão, Nazaré da Mata).

Completam o bloco de aprovados, 15 indústrias, 10 importadoras e 5 centrais de distribuição. As iniciativas desfrutarão dos incentivos fiscais do Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe), ofertado pelo Estado de Pernambuco.

 Os projetos de importação devem gerar uma movimentação de R$ 558,3 milhões de importações anuais previstas, gerando um recolhimento anual de R$ 60,1 milhões de ICMS. Já os centros de distribuição devem gerar compras e transferências anuais previstas em R$ 66,6 milhões, com um recolhimento anual de R$ 5 milhões e ICMS. 

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Geraldo Julio, o objetivo na atração de investimentos durante a pandemia da Covid-19 tem o objetivo de contribuir com a retomada econômica, mesmo que aconteça após o período pandêmico.

“A gente luta para melhorar o ambiente, a humanidade vem lutando muito e precisamos juntar esforços. Todos os setores fazem esforços para o Estado crescer. Tenho pensado positivo em um crescimento econômico no pós-pandemia. Depois de tantos anos de crise, deve vir um crescimento forte, não sabemos quando vai ser, a segunda onda da doença veio com uma velocidade e vacinação com outra, a segunda onda chegou mais rápido. Se estivermos em um momento de regressão da doença e uma retomada da economia, vamos trabalhar para que a gente volte ainda este ano. O caminho é a união de esforços”, afirmou Geraldo. 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook