Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Policial

PF prende dois homens em garimpo ilegal na zona rural de Verdejantes/PE

Por: REDAÇÃO PORTAL

Foto: Policia Federal/Reprodução

16/08/2020
    Compartilhe:

A Polícia Federal em Salgueiro/PE, através de denúncias, prendeu na manhã da última quinta-feira (13) um agricultor de 18 anos e um lavourista de 53 anos.

Segundo informações da PF , uma denúncia levou os agentes até o local onde haveria uma intensa movimentação de pessoas, máquinas e motocicletas que estavam efetuando explosões para abrir valas e extrair minérios na operação de um garimpo ilegal, na Zona Rural de Verdejante/PE, o que estaria causando  um grande prejuízo ao meio ambiente daquela região. 

De posse dessas informações foi montada uma ação policial para identificar, fazer buscas e prender os possíveis envolvidos apontados na investigação.

A ação teve seu desfecho quando os federais chegaram ao local e encontraram um homem em uma motocicleta fazendo a vigilância da entrada do garimpo. Ele foi prontamente detido. Na sequência ao entrar no terreno, por uma estrada de mão única, os federais conseguiram deter mais dois suspeitos, sendo um motorista de uma retroescavadeira e um outro motociclista que estavam tentando  tentando fugir do local. O local foi cercado para buscas e perícias.

Os suspeitos receberam voz de prisão em flagrante e em seguida foram levados para a Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro/PE onde foram autuados pela prática de crime ambiental, contra a ordem econômica (sem licença para funcionar), e por possuir e empregar artefato explosivo. 

No local também foram apreendidos diversas carteiras de motorista e identidades, R$ 750 reais em dinheiro, dois aparelhos celulares, espoletas, cordão detonante, 1,5Kg de material explosivos (Nitropena), além de sete motos, um veículo Parati e uma retroescavadeira. 

Durante o depoimento, os homens não quiseram dar informações de quem comandava o garimpo ilegal. Cada um  recebia uma remuneração diária no valor de R$ 70 a R$ 80 reais. Um deles admitiu ser o responsável por montar e detonar os explosivos, mas que os artefatos não pertenciam a ele. O homem ainda afirmou que resolveu ir para o garimpo por causa de problemas financeiros. 

Cerca de 20 pessoas trabalhavam cerca no garimpo. Caso seja decretada a prisão preventiva, eles serão encaminhados para a Cadeia Pública de Salgueiro/PE, onde ficarão à disposição da Justiça Federal. A PF segue investigando o caso afim de identificar e responsabilizar criminalmente os principais responsáveis e financiadores do garimpo ilegal.

Caso sejam condenados a pena para esse tipo de crime pode variar entre 5 a 10 anos de reclusão.

 

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook