Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

'Preciso salvar o governo', diz Bolsonaro após confirmação de Ciro Nogueira na Casa Civil

Por: REDAÇÃO PORTAL
Ao tirar fiel amigo do cargo de ministro-chefe da Casa Civil, Bolsonaro choca militares, mas segue em frente com seu plano visando não deixar governo desmantelar de vez diante de todas as turbulências que vêm enfrentando.

Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil

24/07/2021
    Compartilhe:

Sputnik Brasil

O presidente Jair Bolsonaro  confirmou nesta sexta (23),que o cargo de chefe da Casa Civil passaria a ser ocupado pelo senador Ciro Nogueira (PP-PI), entretanto, ao fazer tal movimento, Bolsonaro tira seu fiel amigo, general Luiz Eduardo Ramos.Para sustentar tamanha mudança, o presidente teria justificado a troca dizendo que "preciso salvar o governo", segundo o UOL.

Senador e presidente do Partido Progressistas (PP), Nogueira é um dos maiores do centrão, bloco de legendas que hoje dá sustentação política ao presidente, e assumirá a Casa Civil com a missão de melhorar a articulação política do Palácio do Planalto e afastar ainda mais as ameaças de impeachment.

No passado, presidentes que não estabeleceram uma dinâmica próxima às legendas do centrão acabaram sofrendo processo de impeachment, como foi o caso do hoje senador Fernando Collor de Mello (Pros-AL) e Dilma Rousseff (PT).

Bolsonaro causou "decepção total" na ala militar ao tirar o general do cargo, de acordo com o blog de Bela Megale em O Globo. Ramos disse que está "em choque", apesar de ter afirmado que nada mudará entre ele e o presidente.

"Eu não sabia, estou em choque. Fui atropelado por um trem, mas passo bem", disse o general.

Bolsonaro enfrenta uma série de questões que enfraqueceram o seu polêmico governo: CPI da Covid no Senado, quase 600 mil mortes pela pandemia; acusações de corrupção no Ministério da Saúde, 127 pedidos de abertura de processo de impeachment na Câmara e alto índice de reprovação popular.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook