Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Prefeito de Itapissuma é afastado do cargo durante operação da Polícia Civil

Por: REDAÇÃO PORTAL
O afastamento é por determinação do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

Foto: Prefeitura de Itapissuma

29/06/2021
    Compartilhe:

O prefeito de Itapissuma, no Grande Recife, José Bezerra Tenório Filho, conhecido como Zé de Irmã Teca (PSD), foi afastado do cargo em operação da Polícia Civil que mira supostas irregularidades na Prefeitura da cidade. O afastamento é por determinação do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). O político, que foi reeleito em 2020, havia sido também afastado em 2019, na primeira fase da investigação, que apurou desvio de R$ 10 milhões.

Com o afastamento do prefeito, quem assume o comando da Prefeitura de Itapissuma é a vice-prefeita Zezé (PV).

A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou, na manhã desta terça-feira (29), a operação Dragão do Mar II, que tem o objetivo de identificar e desarticular uma suposta organização criminosa voltada à prática de Peculato, Corrupção, Fraude à Licitação, Falsidade Ideológica, Frustração de Direito assegurado por Lei Trabalhista e Crime de Responsabilidade.

São cumpridos 26 Mandados de Busca e Apreensão Domiciliar nas cidades de Igarassu, Itapissuma e Paulista e 24 Mandados de Suspensão do Exercício dos Cargos, Empregos ou Funções Públicas pelo prazo de 180 dias, expedidos pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

A operação é vinculada à Diretoria Integrada Especializada (DIRESP), sob a presidência da Delegada Viviane Santa Cruz, titular da 1ª Delegacia de Combate à Corrupção (1a DECCOR), unidade integrante do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO). As investigações foram iniciadas em janeiro de 2020 pela Polícia Civil e foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (DINTEL).

Na operação desta terça-feira, atuam 130 Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães.

Os detalhes da operação serão divulgados em entrevista coletiva à imprensa às 11h, segundo a Polícia Civil.

Na primeira fase da operação, em dezembro de 2019, além do prefeito, foram afastados a então vice-prefeita, quatro secretários municipais e três vereadores de Itapissuma. Em junho de 2020, Zé de Irmã Teca foi autorizado a retomar o mandato.

Na época, a Polícia Civil investigava o desvio de R$ 10 milhões do poder público municipal, pago para cabos eleitorais.

Segundo o inquérito, o município não tinha licitação para execução de limpeza urbana e pegava dinheiro da Assistência Social para pagar moradores para fazer o serviço. No entanto, ainda de acordo com a investigação, essas pessoas também tinha que participar de comícios e passeatas.

A prefeitura, em 2019, afirmou que o programa Frente de Serviço foi criada por decreto em 1983 pelo então prefeito do município e vinha sido mantido desde então, com mulheres que trabalhando quatro horas durante cinco dias, em uma semana, e folgando três meses. Elas recebiam R$ 220 em dinheiro e assinavam um recibo.

Naquela época, a gestão também alegou que o programa não era um forma de emprego, mas sim uma ajuda a mulheres pobres do município.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook