Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Prefeitura do Recife garante auxílio de R$ 3 mil por mês para permissionários prejudicados no Mercado da Encruzilhada

Por: REDAÇÃO PORTAL
Prefeito  anunciou também a realização de intervenção emergencial na área atingida, realocação provisória e suspensão do pagamento da taxa mensal em setembro por todos

Foto: O que sobrou do Mercado da Encruzilha

04/09/2023
    Compartilhe:

A Prefeitura do Recife anunciou nesta segunda-feira (4) medidas para minimizar o impacto do incêndio ocorrido no Mercado da Encruzilhada na manhã do último domingo (3). Entre as providências, estão o pagamento de um auxílio mensal de R$ 3 mil para os permissionários prejudicados. Além disso, estes trabalhadores serão realocados para outras áreas enquanto uma obra emergencial de reconstrução da estrutura será realizada no local, com duração de cerca de 180 dias. Também está suspenso o pagamento da taxa mensal por parte de todos os cerca de 200 permissionários do Mercado e, para os diretamente atingidos, até o final das obras. As garantias foram dadas pelo prefeito João Campos durante vistoria ao local.

 

"A gente veio aqui primeiro prestar a nossa solidariedade a todo mundo que usa e que trabalha no Mercado da Encruzilhada. Desde o primeiro momento, no início do incêndio, a Prefeitura atuou com todas as suas secretarias e vai continuar com presença efetiva. A gente teve 11 operações  diretamente atingidas e todas elas vão receber uma indenização de R$ 3 mil por mês até finalizar a reconstrução. A gente tem uma equipe da Defesa Civil, permanentemente, fazendo uma avaliação da área, junto com uma empresa especializada em demolição. Essa empresa, na tarde de hoje, já vai começar o processo de demolição. E a diretriz é manter a segurança do mercado e tentar isolar a menor área possível para fazer esse trabalho e não impedir o funcionamento de outros espaços", afirmou João Campos. 

 

"O cadastro das pessoas que vão receber a indenização já está começando para que possam receber ainda em setembro. Posteriormente, haverá a reconstrução, que deverá durar 180 dias. Lembro também que aqui é um imóvel IEP (Imóveis Especiais de Preservação), que tem valor e interesse histórico para a cidade. Então toda a equipe do Instituto Pelópidas Silveira, que cuida da parte de patrimônio histórico, também vai acompanhar", acrescentou ele.

 

A Defesa Civil do Recife concluiu uma análise da situação da área atingida pelo incêndio e do seu entorno. A área será isolada, já que não possui condições de funcionamento, e uma obra emergencial será iniciada imediatamente para a reconstrução da estrutura. As demais áreas do mercado serão liberadas para o funcionamento normal assim que for possível. 

 

Em relação aos boxes que ficaram inutilizados e à situação dos permissionários, a Prefeitura do Recife pagará um auxílio  no valor de R$ 3 mil por mês para os responsáveis por cada um desses espaços. Ao todo, 11 permissionários foram identificados e a previsão é que o trabalho de reconstrução leve aproximadamente 180 dias. Em paralelo, esses permissionários contarão com estruturas provisórias na área do entorno do Mercado, para que eles possam retomar suas atividades durante esses 180 dias. "A autarquia já está em tratativas para a contratação das estruturas provisórias, para permitir que os permissionários que foram impactados diretamente tenham o menor tempo possível de interrupção do seu comércio. O objetivo é diminuir ao máximo o prejuízo", explicou o diretor-presidente do CONVIVA, Gabriel Leitão.

 

DEFESA CIVIL - A Defesa Civil do Recife vistoriou, na manhã desta segunda-feira (4), a área afetada pelo incêndio no Mercado da Encruzilhada. Há 11 operações inviabilizadas e algumas outras que estão interditadas por segurança. Hoje à tarde uma empresa especializada em demolição estará no local para verificar o que será preciso para iniciar o serviço. Os imóveis que não foram diretamente atingidos poderão ser liberados à medida em que as demolições da área afetada sejam concluídas. O parecer técnico da Defesa Civil deve ser concluído em 5 dias.

 

PLANO CONVIVA - Toda essa recuperação estrutural, que começa nesta segunda, será feita preservando toda a característica histórica do edifício. É importante destacar que esta é uma ação que já era parte do Plano. No Mercado da Encruzilhada já havia sido implantado o novo Pátio do Debulhar, e toda área externa da feira. Será dada sequência a um projeto que já estava encaminhado na Prefeitura do Recife, dentro de um conjunto de medidas que já está sendo implantado.

 

A ação integra o Plano Conviva, que está recuperando o Mercado da Madalena, de São José, e que já fez adequações importantes no Mercado de Casa Amarela. Além disso, também está sendo construído os pátios de Casa Amarela e do Mercado de Nova Descoberta, em um investimento total de mais de R$ 30 milhões.

 

REQUALIFICAÇÃO - Em 2024, o Mercado da Encruzilhada completará 100 anos de funcionamento. Para comemorar esta data, a Prefeitura do Recife entregará à população um equipamento completamente requalificado, à altura de sua tradição.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook