Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Internacional

Promotora de Trump, Fani Willis, enfrenta abuso racista após indiciar ex-presidente dos EUA

Por: REDAÇÃO PORTAL

Foto: Os apelos à violência proliferaram em sites de extrema-direita. Foto: arquivo

16/08/2023
    Compartilhe:

Fani Willis, a promotora distrital do condado de Fulton na Geórgia que está processando Donald Trump e 18 outros aliados pelos esforços para derrubar a eleição de 2020, está enfrentando uma onda de abusos racistas online – informou o jornal inglês The Guardian, no seu portal- depois que o ex-presidente atacou seus oponentes usando a palavra “riggers”, um jogo velado trocando a “N” da palavra “niggers”, negros em sentido negativo na língua inglesa.

Horas depois de Willis ter divulgado as acusações na noite de segunda-feira, Trump foi em sua plataforma de mídia social Truth Social pedindo que todas as acusações fossem retiradas e prevendo que ele seria exonerado. Ele não mencionou Willis pelo nome, mas acusou os promotores de perseguir os alvos criminosos errados.

“Eles nunca foram atrás daqueles que fraudaram a eleição”, escreveu Trump. “Eles só foram atrás daqueles que lutaram para encontrar os RIGGERS!”

Willis é afro-americana. O mesmo acontece com os dois promotores de Nova York que investigaram Trump, o promotor distrital de Manhattan, Alvin Bragg, que o indiciou em abril por supostos pagamentos de suborno, e Letitia James, a procuradora-geral do estado que está investigando os registros financeiros de Trump.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook