Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Reabertura do INSS adiada pela sétima vez

Por: REDAÇÃO PORTAL
Aposentados enfrentam dificuldades sem o atendimento presencial nas agências do INSS

Foto: Agência Brasil

29/08/2020
    Compartilhe:

Com as agências fechadas desde março, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) adiou pela sétima vez a retomada do atendimento presencial ao público. Para contornar as lacunas do atendimento virtual, o INSS disponibilizou urnas para coletar documentação de forma segura e lançou um projeto piloto para prova de vida virtual. Contudo essas medidas ainda não resolvem o problema de uma parcela da população.

Com a aposentadoria cessada erroneamente pelo Sistema Informatizado de Controle de Óbitos (Sisobi), Severino Ferreira, 59 anos, está há três meses sem receber. “A situação está muito ruim durante esse período todo sem aposentadoria. Já estou sem abastecimento de água, porque estou sem dinheiro para pagar as contas. Minha mãe é que está bancando as coisas da casa com a aposentadoria dela” conta Severino.

Caso o atendimento presencial estivesse funcionando normalmente, o aposentado poderia se dirigir a uma agência para resolver a falha. “A reativação do benefício pode ser solicitada pelos canais digitais (MEU INSS e 135). A documentação pode ser digitalizada e anexada ao Meu INSS. Essa situação poderia ser resolvida com mais celeridade, com a intervenção de um agente do INSS, que poderia analisar o caso e reativar a aposentadoria”, explica o advogado especialista em Direito Previdenciário, João Varella.

Prova de Vida Virtual

Desde o dia 20 de agosto, o INSS começou a implantar a prova de vida por meio de biometria facial. No entanto, esta primeira etapa dos testes não está disponível para todos. Participarão nesse primeiro momento 500 mil beneficiários de todo o país.

“Fiz a prova de vida em janeiro, mas, pelo erro no cartório, tenho que comprovar mais uma vez que estou vivo”, lamenta o aposentado. Obrigatória para o recebimento de aposentadoria, auxílios e pensões, a prova de vida deve ser feita todos os anos pelos assegurados do INSS. Em março, devido à pandemia da Covid-19, o procedimento está suspenso até o final de setembro.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook