Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Notícias

Tadeu Alencar comemora aprovação de prorrogação da Lei Aldir Blanc

Por: REDAÇÃO PORTAL
O deputado federal do PSB, cita a importância de que os recursos sejam injetados com rapidez neste momento para diminuir as perdas já existentes no setor cultural

Foto: Reprodução Internet

22/04/2021
    Compartilhe:

Depois de muitos dias de discussão e uma longa sessão que se iniciou na terça-feira e invadiu a madrugada da quarta-feira, o projeto de prorrogação da Lei Aldir Blanc foi enfim prorrogado na Câmara dos Deputados. Há pouco mais de 20 dias, o PL já havia passado pelo Senado Federal. Autor de um dos projetos que originou a Lei no início da pandemia, em 2020, e também de um requerimento de urgência para que a prorrogação fosse pautada e discutida com celeridade na Câmara, o deputado federal Tadeu Alencar (PSB-PE) comemorou muito a vitória conquistada para a Cultura Brasileira.

“Foi uma vitória importante da Cultura e para a Cultura Brasileira. Como Presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Cinema e do Audiovisual, autor de um dos projetos que originou a Lei, Vice-Líder da Oposição na Câmara dos Deputados e um defensor entusiástico da Cultura brasileira, comemoro muito esse resultado. Foi difícil, mas conseguimos, mais uma vez, estender a mão a todos os artistas e fazedores de cultura do nosso Brasil”.

Tadeu cita a importância de que os recursos sejam injetados com rapidez neste momento para diminuir as perdas já existentes no setor cultural pelo ano de pandemia.

“A aprovação permite que os recursos que ainda pendiam de execução nos Estados e Municípios, quase R$ 800 milhões, possam agora ser injetados nessa importante cadeia produtiva e mitigar os efeitos da pandemia sobre a cultura e sobre os nossos artistas. Agora vamos fazer uma pressão para que o Presidente da República sancione a lei o quanto antes”, comentou Tadeu. Bolsonaro tem um prazo de 15 dias para sancionar a Lei.

Por fim, o parlamentar ressalta o trabalho árduo que foi realizado durante todo o processo.

“Foi uma luta árdua, mas nós não esmorecemos em momento algum. Já temos uma atenção especial ao setor cultural do Brasil, mas durante a pandemia reforçamos esse olhar, já que foi o primeiro a parar e será o último a retomar suas atividades. Foi difícil, mas conseguimos, mais uma vez, prestigiar os artistas e os fazedores de cultura desse nosso tão sofrido e encantado Brasil”, finalizou Tadeu Alencar.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook